28.2 C
Juruá
terça-feira, maio 28, 2024

Acre: Assassinatos com arma branca viram rotina e crescem 6,8% em 2023

Por Redação O Juruá em Tempo.

- Publicidade -

O uso de arma branca nos assassinatos mantém a tendência de crescimento no Acre. De acordo com os dados do Ministério Público Estadual, que analisa mensalmente as mortes violentas intencionais (MVIs), 29% dos assassinatos registrados de janeiro a abril foram executados usando arma branca. Em maio, levando em conta as mortes ocorridas a partir de janeiro, essa taxa subiu para 25,8%.

São 6,8 pontos percentuais de aumento. Quanto a taxa de mortes violentas intencionais por grupo de 100 mil habitantes, o Estado do Acre, que vinha se mantendo até 2015 abaixo da taxa nacional, apresentou em 2016 e 2017 crescimentos expressivos que resultaram em taxas sem precedentes históricos.

Especificamente em 2017, o Acre teve a segunda maior taxa dentre os Estados brasileiros. Em dois anos (2016 a 2017), o aumento na taxa foi de 142% em relação a 2015. A partir do ano de 2018, a taxa de MVI por grupo de 100 mil habitantes no Acre começou a apresentar redução, resultado este que se repetiu em 2019, 2020 e 2021, voltando a recrudescer somente em 2022. Releva dizer que a taxa apontada no gráfico para 2023 é resultante de um cálculo básico que envolve o número atuais de vítimas projetado para o final do ano, assim como a população projetada pelo IBGE para o ano 2023.

  • Fonte: Ac24horas.
- Publicidade -
Copiar