32 C
Juruá
domingo, abril 14, 2024

Bolsa Família começa a ser pago com maior valor; veja calendário e quem pode receber

Por Metrópoles.

- Publicidade -

Foto colorida de pessoa branca segurando o cartão do novo bolsa família - Metrópoles

O adicional de R$ 50 para gestantes e famílias com crianças e adolescentes de 7 a 18 anos beneficiárias do Bolsa Família começa a ser pago a partir desta segunda-feira (19/6).

Isso vai permitir que o tíquete médio chegue a R$ 705,40, maior valor da história do programa.

O Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome relançou o programa no começo de março, com o valor mínimo de R$ 600 e um adicional de R$ 150 por criança de até 6 anos.

A liberação do Bolsa Família acontecerá de acordo com o dígito final do Número de Identificação Social (NIS).

Veja o calendário dos pagamentos do Bolsa família em junho:

  • NIS final 1: pagamento em 19 de junho;
  • NIS final 2: pagamento em 20 de junho;
  • NIS final 3: pagamento em 21 de junho;
  • NIS final 4: pagamento em 22 de junho;
  • NIS final 5: pagamento em 23 de junho;
  • NIS final 6: pagamento em 26 de junho;
  • NIS final 7: pagamento em 27 de junho;
  • NIS final 8: pagamento em 28 de junho;
  • NIS final 9: pagamento em 29 de junho;
  • NIS final 0: pagamento em 30 de junho.

Podem receber o Bolsa Família:

  • Famílias inscritas no CadÚnico, com dados corretos e atualizados;
  • Famílias com renda familiar per capita mensal igual ou inferior a R$ 218;
  • Famílias que já recebem o Bolsa Família, mas têm valor inferior a um salário mínimo (R$ 660) por pessoa, continuarão com metade do benefício por 2 anos. Ao fim do período, serão desligadas do programa.

A inscrição pode ser feita em um posto de cadastramento ou atendimento da assistência social no município. Para encontrar o local de atendimento mais próximo, saber as documentações necessárias ou para outras informações, acesse a página do Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome e encontre a aba Serviços – Carta de Serviços.

Benefício de Primeira Infância

Desde março, famílias com dependentes de até 7 anos recebem o Benefício de Primeira Infância, equivalente a um adicional de R$ 150 por criança nessa faixa etária. A partir de 19 de junho, os demais grupos que têm direito ao extra começam a receber.

O benefício variável é pago de acordo com a composição familiar, e é dividido em três modalidades:

  • Benefício Variável Familiar Criança: voltado para crianças que tenham entre 7 e 12 anos incompletos;
  • Benefício Variável Familiar Adolescente: para famílias que têm dependentes com idade entre 12 e 17 anos incompletos;
  • Benefício Variável Familiar Gestante: que beneficia tanto gestantes quanto lactantes.
- Publicidade -
Copiar