25.8 C
Juruá
quarta-feira, abril 17, 2024

Bolsonarista, Bittar compara Lula a Mandela e enche de elogios advogado de Lula

Por redação.

- Publicidade -

Durante sessão da Comissão de Constituição e Justiça que sabatina o advogado Cristiano Zanin Martins, indicado pelo presidente Lula para exercer o cargo de ministro do Supremo Tribunal Federal, o senador Márcio Bittar (União-AC), revelou ter profunda admiração pelo líder rebelde e ex-presidente da África do Sul, Nelson Mandela, e encheu de elogios o ex-advogado do presidente Lula.

A sabatina ao candidato a ministro, que deve assumir a vaga aberta com a aposentadoria do ministro Ricardo Lewandowski, acontece desde as primeiras horas da manhã no Senado Federal.

Apesar das contestações de parte dos senadores bolsonaristas, que questionam a relação do candidato com o presidente Lula, já que Zanin foi seu advogado pessoal e prestou assessoria a empresas atingidas pela Lava Jato, a sessão ocorre sem grandes conflitos. No entanto, não se esperava o tom de parceria do senador bolsonarista Márcio Bittar, maior símbolo político do bolsonarismo acreano.

No início de sua fala, o senador do Acre anunciou que dentre os membros de oposição ao governo federal, Cristiano Zanin pode contar com votos a favor da sua indicação “por entender da sua capacidade de assumir o cargo”. “Não há sentimento de revanche, não estamos debatendo se houve mensalão ou petrolão”, afirmou.

Admiração por Mandela

Márcio Bittar revelou ter “imensa e profunda admiração” pelo ex-presidente da África do Sul, Nelson Mandela, pela falta do revide a inimigos políticos.

“Pra mim um dos maiores líderes, não só da África do Sul, mas do mundo. Ele para o país [após ter saído da prisão], chama a uma reflexão e evita que o país entre numa guerra civil. Com o seu prestígio, um homem que saiu de 27 anos de cadeia foi capaz de pacificar e evitar uma guerra civil sangrenta. Essa deveria ser a grande inspiração para quem, depois de tudo, conquistou a presidência do Brasil [Lula]”, disse o agora ex-bolsonarista, Márcio Bittar.

Mandela representou para milhões, a luta dos negros contra o regime racista que governou a África do Sul por quase cinquenta anos. Para isso, no entanto, ele criou e liderou um grupo de guerrilha que executou ataques armados e com bombas.

Expectativa de Bittar no governo Lula

Após o relato sobre a vida política de Mandela, Márcio Bittar se voltou para o momento político do Brasil e afirmou que espera que o presidente Lula promova o crescimento e a pacificação do país.

“Aquele que vence, é dele que se espera que se promova o crescimento do país e a pacificação”, afirmou.

Elogios a Zanin

 

Márcio Bittar elogiou a postura de Zanin, por evitar polemizar temas que, se confirmado no STF, terá que lidar no plenário do Supremo.

“Louvo a disciplina, o decoro. A sua disciplina, vosso comportamento, evitou comentar sobre temas que amanhã podem estar em sua mesa, sobre seu julgamento”, comentou Márcio.

Perguntas e respostas

Após os elogios, o senador do Acre questionou a Zanin sobre uma possível falta de decoro dos atuais membros do Supremo. “Alguns dos magistrados [do Supremo] se manifestam mediante redes sociais e até de coletivas”, questionou. Márcio também questionou o sabatinado sobre o seu entendimento do que chama de perda de soberania da amazônia, citando instalações de ONG’s e determinações judiciais para paralisação de execuções de projetos. “Eu entendo que o senhor será aprovado”, finalizou Márcio Bittar.

Cristiano Zanin respondeu ao senador dizendo que não defende ações jurídicas que inviabilizem atividades econômicas, e que dentro do possível deve-se buscar soluções que atendam ambas as expectativas, mas afirmou que é uma obrigação defender o meio ambiente e fortalecer políticas sustentáveis. Ele não comentou sobre a acusação de falta de decoro de membros do Supremo.

  • Por Whidy Melo, do AC24horas.
- Publicidade -
Copiar