23 C
Juruá
domingo, maio 26, 2024

CPI das ONGs ouvirá lideranças indígenas e votará requerimentos

Por Redação O Juruá em Tempo.

- Publicidade -

CPI das ONGs ouvirá lideranças indígenas e votará requerimentos

Nesta terça-feira, 27, a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das ONGs realizará audiências com três lideranças indígenas, além de votar 18 requerimentos. É importante ressaltar que a maioria dos parlamentares envolvidos na CPI são opositores ao governo Lula.

Os depoentes agendados para hoje são Alberto Brazão Góes, membro da comunidade indígena ianomâmi; Adriel Kokama, líder indígena da região do Médio Solimões; e Valdecir Fontes, estudante de geologia e membro da comunidade Baniwa Castelo Branco, localizada em São Gabriel da Cachoeira.

Espera-se que o trio apresente críticas às ONGs que atuam em suas respectivas regiões. Góes afirmou que essas organizações não protegem os interesses dos indígenas, como alegam. Ele declarou: “Chega de ONGs dizendo como devemos viver”.

O presidente da CPI, senador Plínio Valério, ressaltou a importância de ouvir as lideranças indígenas para entender os detalhes de como as atividades dessas organizações têm prejudicado as comunidades indígenas. Ele afirmou: “Elas agem impedindo o progresso e falando em nome das lideranças indígenas, restringindo a liberdade nas comunidades e prejudicando o crescimento econômico. Os povos indígenas desejam ser protagonistas de suas próprias histórias”.

Além das audiências, serão votados requerimentos que poderão convidar mais lideranças indígenas e governadores para prestar depoimentos, bem como exigir documentos de contratos entre o Estado e as ONGs. Esses pedidos incluem solicitações às capitais.

O presidente da CPI também solicitará informações ao Instituto Chico Mendes de Conservação e Biodiversidade sobre as instituições responsáveis pelos estudos técnico-científicos que levaram à criação de 16 unidades de conservação.

- Publicidade -
Copiar