32 C
Juruá
domingo, abril 14, 2024

Em Cruzeiro do Sul, adolescente com deficiência tem benefício cortado pelo INSS e mãe pede ajuda

Por Redação O Juruá em Tempo.

- Publicidade -

Maria Viana da Silva, de 62 anos, é mãe da adolescente de 16 anos, Maria José Viana da Silva, que possuí uma deficiência. A família morava na Comunidade Agrovila, no município de Rodrigues Alves.

“A minha filha é deficiente. Ela não come com a mão dela, só se eu colocar na boca dela. É ela andando e eu acompanhando ela com o prato, porque ela não se senta nem para comer. Ela chega a me morder, me beliscar e é rara a noite que ela dorme e nem deixa eu dormir”, informou a mãe.

A adolescente de 16 anos nasceu com deficiência e aos 3 meses de idade, começou a ter ataques, sendo constatado problemas neurológicos. “Ela toma vários medicamentos controlados, somente um eu pego na farmácia do Governo, os outros eu preciso comprar. Em novembro, ela chegou a dá um ataque que quase não tornava mais”, disse.

A mulher relata que veio para Cruzeiro do Sul em busca de melhores condições e de tratamento para sua filha, também conta que ainda está pagando sua atual residência. Porém, o benefício da adolescente foi cortado pelo INSS, alegando que na casa já existem duas pessoas aposentadas. Além disso, foi constatado outro benefício no nome de outra filha de Maria José, que trabalha e faz faculdade em Santa Catarina, mas a filha não ajuda financeiramente na renda da casa. Vale ressaltar ainda, que a família pode recorrer à decisão.

“Eu espero que alguém me ajude. Cuido de uma deficiente e do meu marido, um idoso com Alzheimer, tem sido muito difícil, passo dias de sofrimento”, relatou a mãe.

Mediante vídeo divulgado nas redes sociais, Maria conta que não tem dinheiro nem para comprar fraldas para a filha. “Quando chega o final do mês, a gente fica passando necessidade. O dinheiro só tá dando para pagar essa casa, comprar medicamento pra ela e pra ele, nem as fraldas não estou podendo comprar. Deus tem me dado força pra continuar tranquila, porque Ele está vendo que o que eu estou passando aqui na Terra. Mas, vai chegar em um ponto que eu não vou mais resistir”, conta.

- Publicidade -
Copiar