24.9 C
Juruá
sexta-feira, abril 19, 2024

Farinha salvou crianças que ficaram 40 dias em mata após queda de avião

Por Veja Abril.

- Publicidade -

RESGATE: Irmãos Mucutuy sobreviveram a acidente aéreo e ficaram 40 dias perdidos na floresta

Os quatro irmãos que sobreviveram a um acidente aéreo e ficaram 40 dias perdidos na floresta em Guaviare, na Colômbia, se mantiveram alimentados com farinha de mandioca que retiraram na aeronave, além de frutas e água da chuva que encontraram na mata. Na queda do monomotor, o piloto, a mãe das crianças e outro adulto que os acompanhavam morreram.

O resgate foi feito pelas Forças Militares Colombianas nesta sexta-feira, 9, em uma operação batizada como “Operação Esperança”. Após visitar os netos em um hospital na capital Bogotá neste sábado, 10, Fidencio Valencia conversou com a imprensa local e relatou a luta das crianças para conseguir se alimentar ao longo do período em que as buscas ocorreram. “Quando o avião se acidentou, eles pegaram farinha e, com isso, sobreviveram. Depois que a farinha acabou, começaram a comer sementes.”

Valencia relatou que a família ficou muito feliz com a notícia de que os pequenos foram encontrados com vida e que o estado de saúde deles surpreendeu a todos. “Nós nunca pensamos que íamos encontrá-los como estão, tão bem. Eles têm todos os sentidos.”

Em sua conta no Twitter, o presidente colombiano Gustavo Petro ressaltou a união entre os conhecimentos indígenas e o empenho dos militares para o êxito da operação que salvou Leslie Mucutuy, de 13 anos, Soleiny Mucutuy, de 9 anos, Tien Noriel Ronoque Mucutuy, de 4 anos e a pequena Cristin Neriman Ranoque Mucutuy, que completou 1 ano na mata.

“O encontro dos saberes: indígenas e militares. O encontro de forças para um bem comum: a guarda indígena e as forças militares da Colômbia. Respeito pela selva”, declarou.

O acidente com o avião Cesna C206 ocorreu em 1º de maio quando se deslocava de Araracuara a San José del Guaviare. Magdalena Mucutuy, mãe das crianças, não resistiu aos ferimentos e morreu no local da queda do avião.

Durante as buscas, militares jogaram kits na selva para que as crianças encontrassem e pudessem se alimentar com rações alimentares que as manteriam com energia até o resgate.

Neste domingo, 11, as Forças Militares Colombianas trabalham para encontrar o cão Wilson, que atuou na operação de resgate das crianças e está perdido.

- Publicidade -
Copiar