25.8 C
Juruá
quarta-feira, abril 17, 2024

“Floresta em pé vale muito mais para nós”, diz líder Yawanawá contestando desmatamento

Por Redação O Juruá em Tempo.

- Publicidade -

O líder Tahska Yawanawa contestou nesta quinta-feira (22) a inclusão da Terra Indígena do Rio Gregório no Boletim do Sistema de Alerta de Desmate (SAD) entre as dez Terras Indígenas que mais desmataram em maio. O SAD é produzido mensalmente pelo Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon). O Imazon detectou 0,1 km² de desmate na TI.

“Não vemos a floresta como lugar de ganhar dinheiro. Então, tratem com respeito esses povos. Graças a esses povos a Amazônia está de pé”, disse Tashka Yawanwá,

O infográfico produzido pelo Imazon, que cita a TI Rio Gregório, pode ser acessado aqui https://imazon.org.br/wp-content/uploads/2023/06/INFBoletimSAD_Mai2023_A4_297x210_ImprePessoal.pdf.

“A floresta em pé para nós vale muito mais que derrubada. Dela tiramos a água para beber, madeira para nossas casas. Hoje, preservar a floresta não é uma obrigação somente do povo indígena, mas de cada cidadão, de cada pessoa que vive nesse planeta”, afirmou Tashka, alertando que o jeito tradicional que os povos indígenas abrem seus roçados para plantar suas leguminosas e o sustento de seu povo é a forma mais correta que tem.

Saiba mais sobre o desmate na Amazônia no portal do Imazon: https://imazon.org.br/

  • Por Edmilson Ferreira, do AC24horas.
- Publicidade -
Copiar