24.1 C
Juruá
sexta-feira, abril 19, 2024

Justiça condena a mais de 36 anos de prisão acusado de matar idoso em assalto a ônibus

Por Redação

- Publicidade -


O Juiz da Vara de Delitos de Roubos e Extorsões de Rio Branco julgou procedente a denúncia do Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) e condenou por crimes de corrupção de menores e latrocínio (roubo seguido de morte), o faccionado Welton de Oliveira Meira, de 23 anos, que deverá cumprir uma pena de 36 anos e seis meses de reclusão em regime fechado.

Ele é acusado de ter matado um idoso durante assalto a um ônibus na BR-364. O agricultor Cimar Gomes da Silva, morreu com um tiro de escopeta no tórax. Na mesma decisão, o magistrado não tirou o direito do acusado de recorrer da sentença em liberdade.

O crime aconteceu na tarde do dia 10 de janeiro de 2023, quando Welton Meira estava na companhia de um adolescente quando próximo ao bairro Liberdade, na BR-364, invadiram um ônibus que fazia a linha das Vilas Caquetá e Porto Alonso, no município de Porto Acre. Com uma escopeta, rendeu os 16 passageiros, dentre eles o idoso Cimar, que estava dormindo numa das poltronas.

Depois de se apossar de celulares, dinheiro e outros valores de vários passageiros, Welton abordou o aposentado, que acordou atordoado e ao ver a arma apontada em sua direção reagiu e acabou atingido com um tiro à queima-roupa no tórax.

Minutos depois, policiais militares prenderam os assaltantes que estavam escondidos numa residência do bairro Liberdade, com todo o material roubado dos passageiros, inclusive a arma usada no crime. O adolescente foi internado em um centro socioeducativo, onde deverá permanecer por três anos.

- Publicidade -
Copiar