27.8 C
Juruá
sexta-feira, abril 12, 2024

Lana del Rey tem passagem ‘religiosa’ pelo Brasil, com ida à igreja e ritual indígena

Por Redação

- Publicidade -

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – A cantora Lana del Rey, de 37 anos, teve uma passagem, digamos, religiosa pelo Brasil, para se apresentar no festival Mita, na capital paulista e no Rio de Janeiro.

“Deus te abençoe, Brasil”, mostrava uma mensagem no telão para os fãs presentes no show no centro paulistano, no vale do Anhangabaú –que embora tenha atrasado, no decorrer da noite fria, os deixou empolgados.

Antes da apresentação, a cantora pop visitou a comunidade indígena Tatuyo, em Manaus, e participou de um ritual com dança. Quando passou pela capital fluminense, a cantora visitou o Cristo Redentor em passeio turístico.

Já no Rio, ela recebeu a bênção de um padre após assistir a uma missa em uma capela da cidade. O irmão da pop star, Charlie Grant, postou um registro do momento nas redes sociais. “Cristo é amor incondicional”, escreveu.

Del Rey já se valeu da iconografia e de temas católicos em seu trabalho. Ela aparece rezando na capa do single “Say Yes to Heaven”, ou diga sim ao céu, lançado em maio.

Quando Donald Trump foi eleito presidente dos Estados Unidos, a diva do pop lânguido deu a entender, em um tuíte, que participaria de um ritual de bruxaria contra o republicano. Em entrevista à edição australiana da revista NME, ela confirmou a história.

“Estou alinhada com Yoko [Ono] e John [Lennon] e a crença de que a vibração de um pensamento tem poder”, disse. “Pensamentos são coisas poderosas e eles se tornam palavras, e palavras se tornam ações, e ações causam mudanças físicas.”

Há dez anos, ela lançou o curta-metragem “Trópico”, obra cujo script foi escrito pela própria cantora e acompanha o EP “Paradise”. O vídeo traz personagens e simbologia bíblicas. Del Rey interpreta Maria e Eva. Adão e Jesus também aparecem, enquanto os deuses do enredo são John Wayne, Marilyn Monroe e Elvis Presley, três ícones da cultura pop.

- Publicidade -
Copiar