24 C
Juruá
terça-feira, abril 23, 2024

Mais de uma tonelada de drogas são incineradas no Acre

Por Redação

- Publicidade -


A Polícia Civil do Acre (PCAC) realizou na manhã desta terça-feira, 27, a incineração de mais de uma tonelada de drogas, que foram apreendidas ao longo de doze meses pelas polícias Civil, Militar e Rodoviária Federal. A ação faz parte de esforços contínuos para combater o tráfico de substâncias ilícitas.

A operação de incineração ocorreu em uma olaria (fábrica de tijolos) da capital acreana, sob forte esquema de segurança, contando com a presença de autoridades policiais, representantes do Ministério Público e peritos especializados. A queima das drogas tem como objetivo eliminar totalmente os entorpecentes apreendidos, evitando que retornem ao mercado ilegal.

A Polícia Civil tem intensificado suas ações de repressão ao tráfico (Foto: Ascom Polícia Civil)

Por 12 meses, as forças de segurança atuaram em diversas operações de combate ao tráfico de drogas, resultando na apreensão de 1.146 quilos (uma tonelada e cento e quarenta e seis quilos) de drogas apreendidas, desses estão 334 quilos de maconha e 811 quilos de cocaína.

O delegado responsável pela operação de incineração, Getúlio Monteiro, destacou a importância desse tipo de ação para enfraquecer as organizações criminosas que se dedicam ao tráfico de drogas.

“A ação de hoje demonstra um prejuízo enorme, em termos financeiros, aos traficantes e organizações criminosas, porém, o mais importante é que está sendo destruído substâncias que destroem o homem e famílias brasileiras”, declarou o delegado Getúlio Monteiro.

Monteiro ressalta ainda que a incineração é o procedimento legal adequado para o descarte dessas substâncias, além de ser uma forma de prevenção de crimes futuros.

“A incineração das drogas também contribui para a preservação da saúde pública, pois elimina substâncias perigosas que podem causar danos à sociedade, como dependência química, violência e outros problemas relacionados ao consumo de drogas”, informou o delegado.

De acordo com a promotora de justiça, Nelma Araújo Melo de Siqueira, que é titular da Primeira Promotoria Criminal do Ministério Público do Acre (MPAC), a incineração de drogas é uma etapa importante no trabalho das forças de segurança no combate ao tráfico ilícito de entorpecentes.

“É uma demonstração clara do compromisso das autoridades em enfrentar o problema das drogas de forma incisiva e eficaz, pois esse produto é de um valor econômico de grande relevância às organizações criminosas, fazendo com que isso dificulte o acesso ao usuário de entorpecentes a essas drogas”, declarou a promotora.

No último ano, a Polícia Civil tem intensificado suas ações de repressão ao tráfico, buscando desmantelar organizações criminosas, prender traficantes e apreender drogas. Esses esforços são fundamentais para garantir a segurança e o bem-estar da população, além de contribuir para a redução dos índices de criminalidade relacionados ao uso e comércio de substâncias ilícitas.

A incineração de mais de uma tonelada de drogas representa um golpe significativo no mercado ilegal e um avanço na luta contra o tráfico de entorpecentes. A Polícia Civil reafirma seu compromisso em continuar trabalhando de forma incansável para c

- Publicidade -
Copiar