24.1 C
Juruá
sexta-feira, abril 19, 2024

Queimadas urbanas e rurais podem gerar multas de até R$ 25 mil em Rio Branco, alerta prefeitura

Por redação.

- Publicidade -

Foto: Sérgio Vale

A prefeitura de Rio Branco lançou, na manhã desta quarta-feira, 31, em seu auditório, o Plano de Prevenção e Combate às Queimadas Urbanas 2023. Com o tema “Evite queimadas: vamos cuidar do município com responsabilidade”, a ação visa conscientizar a população sobre os malefícios do fogo para a saúde humana e para o meio ambiente.

Equipes da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semeia) farão blitzes educativas e panfletagens nos pontos mais movimentados da cidade. Além disso, a prefeitura vai orientar donos de terrenos baldios para que façam a limpeza de seus espaços e separem os entulhos para recolhimento e destinação adequada pelo poder público.

Doze fiscais da prefeitura estarão nas ruas pelas manhãs e noites para evitar e conter as queimadas urbanas e rurais na capital acreana. A ação acontece de forma integrada com outros órgãos ambientais, como o Corpo de Bombeiros, Instituto de Meio Ambiente do Acre (Imac) e Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), que auxiliarão na inspeção.

A população também pode participar da fiscalização, denunciando as queimadas no site da prefeitura ou através do 190. Quem não respeitar as orientações do poder público estará sujeito a multas que podem chegar a R$ 16 mil para pessoas físicas e R$ 25 mil para pessoas jurídicas.

“Quem queimar não vai sair impune e sofrerá o peso da lei”, avisou o secretário da Semeia, Carlos Nasserala. Ele ressaltou ainda os riscos à saúde provocados pela fumaça das queimadas. “Crianças e idosos são os que mais sofrem com os problemas respiratórios”.

No ano passado, a capital acreana registrou, segundo a Defesa Civil, mais de 7 mil focos de calor. Na zona urbana, os bairros Vila Acre e Estação Experimental lideraram o ranking de queimadas. O coordenador da Defesa Civil de Rio Branco, tenente-coronel Cláudio Falcão, afirmou que 99% desses incêndios foram causados pelo homem.

“Neste ano, temos previsão de estiagem intensa na região e isso favorece ainda mais os incêndios. Por isso a importância de nos prepararmos com um bom plano de contingência”.

  • Fonte: A Gazeta do Acre.
- Publicidade -
Copiar