24.9 C
Juruá
sexta-feira, abril 19, 2024

Vinci Airoports divulga nota e diz que obras “não afetarão operações” no aeroporto de Cruzeiro do Sul

Por Redação

- Publicidade -


A Vinci Airoports, que administra o Aeroporto de Cruzeiro do Sul, divulgou uma nota nesta quinta-feira (22) informando que os serviços de reparos na pista iniciarão na próxima segunda-feira, dia 26.

No documento, a empresa diz que serão feitas “intervenções iniciais que não afetarão as operações”. E acrescenta que “a Administração Aeroportuária segue em tratativas com as partes interessadas para o alinhamento de medidas visando minimizar ao máximo os impactos nas operações no decorrer das obras”.

“A pista passará por serviços de manutenção de terraplanagem, melhoria da drenagem, da pavimentação e sinalização, dentre outros. As obras do aeroporto estão previstas no Contrato de Concessão assinado com a Agência Nacional da Aviação Civil – ANAC e visam garantir a segurança e a continuidade das operações aeroportuárias, além de melhorar a experiência de viagem dos passageiros, promover o turismo e impulsionar o crescimento econômico local”, afirma a Vinci Airoports.

Em outro trecho, a administradora ressalta que são necessárias 8 horas diárias de trabalho ininterruptos para o cumprimento do cronograma, observando o período de estiagem no Acre. E finaliza: “a Administração Aeroportuária está comprometida em mediar os impactos, atua com transparência e tem se colocado à disposição para o diálogo sobre questões e preocupações envolvendo o processo de obras. Contamos com o apoio dos membros da comunidade local para que essa fase de melhorias seja bem-sucedida e que, em breve, possamos desfrutar de um aeroporto seguro e moderno, trazendo benefícios duradouros para Cruzeiro do Sul, seus habitantes e visitantes’.

Um ofício foi encaminhado à Vinci pela Assembleia Legislativa do Acre. A iniciativa foi do deputado Edvaldo Magalhães (PCdoB), subscrita por mais 23 parlamentares, sugerindo um cronograma de trabalho que não prejudica a aviação regional. O documento da Vinci Airoports não faz menção à sugestão da Assembleia acreana.

- Publicidade -
Copiar