23 C
Juruá
domingo, abril 21, 2024

Após ser “tratorado” por Bivar, Alan Rick pede desfiliação do União Brasil

Por redação.

- Publicidade -

O senador Alan Rick (AC) deixará o União Brasil após atrito com a cúpula nacional do partido, comandado pelo deputado Luciano Bivar (PE). Dessa forma, a legenda, que elegeu dez senadores e chegou a ser a segunda maior do Senado, encolhe a cada dia na Casa e vai ficar com apenas seis cadeiras. De acordo com aliados, o parlamentar já enviou o comunicado de desfiliação e negocia ida para o Podemos ou PL.

Trata-se do rescaldo de uma disputa iniciada ainda em outubro do ano passado, quando Fábio Rueda decidiu lançar sua candidatura a deputado federal pelo Acre. Ele é irmão do vice-presidente do União Brasil, Antônio de Rueda.

O movimento, acusam parlamentares ouvidos pela Coluna, “prejudicou” a composição da chapa proporcional e deixou muitos dos candidatos a deputado federal “sem dobradinha” com deputados estaduais ou vereadores. Rueda não conseguiu vencer e ficou com a suplência.

Com a derrota de Rueda, a presidência do União Brasil no Acre ficou, naturalmente, com Alan Rick, que decidiu destituir todos os diretórios municipais do partido no Estado para novas eleições, pois todos eram ligados a Rueda. A decisão, porém, bateu e voltou na cúpula do partido que o desautorizou.

Luciano Bivar revogou a decisão de Alan, que se sentiu “tratorado”. “Enquanto Alan tá preocupado com eleição para governo, Rueda está preocupado com a próxima para federal. Essa decisão dos diretórios foi a gota d’água”, diz um aliado.

Com a saída de Alan Rick, a presidência do União Brasil no Acre pode ficar com o deputado Coronel Ulysses. O parlamentar é o nome da legenda para disputar a prefeitura de Rio Branco em 2024. Mesmo no PL, a ideia é o senador apoiar o aliado com uma candidatura de cunho bolsonarista.

(Com informações do Estadão).

- Publicidade -
Copiar