27.8 C
Juruá
sexta-feira, abril 12, 2024

Cresce a produção de cafés “especiais” no Acre

Por redação.

- Publicidade -

A cultura do plantio de café no Acre começa a ganhar adeptos do que se chama de produção de cafés “especiais” entre os agricultores.

Na verdade, o que se chama de café “especial” é o produto que passa por etapas que determinam uma qualidade maior, desde a seleção dos grãos até o processo de secagem.

Graças ao seu maior valor de mercado, esse tipo de produção começa a crescer entre os produtores rurais acreanos. “Os cafés especiais são aqueles colhidos com o máximo possível de frutos maduros, é feita uma lavagem desses produtos onde são selecionados os frutos perfeitos. O que muita gente não entende é que o café é um fruto, assim como a banana. Quando você come uma banana que não está totalmente madura, ela “trava”. O mesmo acontece com o café. O grão colhido no ponto certo determina uma qualidade muito maior no resultado”, diz Michelma Lima, agrônoma e especialista em café da Secretaria de Agricultura (Seagri).

Michelma também fala sobre o processamento e novas práticas na produção do café considerado especial. “Nós temos dois tipos de processamento, sendo o via úmida, que exige equipamentos como despolpador, lavador e separador e o via seca, sendo o mais utilizado aqui no Acre, que é quando os frutos vão para o secador rotativo de fogo ou terreiros suspensos”, afirma.

Outra novidade na produção de café especial no Acre é a fermentação dos grãos. “Estamos iniciando esse trabalho de fermentação do café no Acre com alguns produtores do Juruá e também da região de Acrelândia. Os grãos são acondicionados sem a presença de oxigênio, resultando em um café com maior acidez e maior percepção de doçura, o que faz com que seja mais aceito por conta de seu aroma e sabor”, diz Michelma.

Um dos produtores que tem investido na produção de café especial no Acre é Abílio de Brito, 60 anos, do Projeto de Assentamento Tocantins, na região de Porto Acre. “O fato de você está produzindo um café de mais qualidade gera uma expectativa muito grande para agregar valor à nossa produção. Nosso intuito é melhorar cada vez mais e conseguir produzir um café que agregue qualidade e que alcance ainda mais mercado”, conta.

Apesar do clima e solo propícios para o cultivo do café, a produção acreana, apesar de crescente, ainda é pequena. Conforme estimativas do IBGE, a produção do grão este ano deve ser de 2,7 toneladas este ano.

  • Fonte: AC24horas.
- Publicidade -
Copiar