22.6 C
Juruá
terça-feira, maio 21, 2024

Membros do B13 tiveram as cabeças arrancadas dentro do presídio em rebelião

Por Redação O Juruá em Tempo.

- Publicidade -

Dos cinco corpos encontrados na varredura dos militares do Batalhão de Operações Especiais (BOPE) dentro do presídio Antônio Amaro Alves, pelo menos três estavam sem a cabeça.

Todos os mortos são da facção Bonde dos 13, todas como lideranças e fundadores, entre eles estão Marcos Lindozo, considerado a maior liderança, e também peças chaves da organização como Ozim, Poloco, Ricardinho e Marquinho.

Os peritos do Instituto Médico Legal já estão no presídio para iniciar os trabalhos. A concentração de forças de segurança é grande, mais de 200 homens estão cercando o presídio.

A rebelião que durou quase 24 horas terminou após os líderes soltarem o policial penal feito de refém e entregar as armas. Toda ação é acompanhada por membros do Ministério Público, Tribunal de Justiça e Defensoria Pública.

  • Fonte: AC24horas.
- Publicidade -
Copiar