23 C
Juruá
domingo, maio 26, 2024

Produtor rural morre queimado após apagar incêndio em pastagem no Acre

Por Redação O Juruá em Tempo.

- Publicidade -

O produtor rural Aldemir Marques Pinho, de 66 anos, mais conhecido pelo apelido de ” Damiquinha”, morador da zona rural município de Plácido de Plácido de Castro, morreu na tarde deste domingo, 2, após tentar apagar um incêndio que atingiu a pastagem de sua propriedade, localizada no km 05 da Rodovia AC 40.

Segundo informações, por volta do meio dia, um incêndio teve início às margens do ramal e atingiu a pastagem de sua propriedade de “Damiquinha” que com muito esforço e por horas tentou combater o incêndio, até que por volta das 15 horas, o incêndio foi controlado. Em seguida, Aldemir decidiu entrar no pasto levando uma bomba de veneno nas costas, mesmo sendo advertido por familiares.

O corpo de Aldemir foi encontrado caído no pasto e apresentando queimaduras de 3° grau. O Samu foi acionado, mas quando chegaram no local, ele já estava morto.

Segundo uma fonte da polícia, a bomba de veneno, que estava nas costas da vítima, apesar de ter sido adicionado água, o princípio ativo do veneno em contato com o fogo super aqueceu e explodiu, o que pode ter acelerado as chamas, próximo ao corpo.

Também existe a suspeita de que a vítima tenha inalado fumaça e desmaiado, a partir daí a “bomba” que estava presa ao corpo tece contato com as chamas.

Aldemir Pinho, era pai do professor Flávio Jorge, que já havia alertado em sua página social o perigo que os produtores estavam expostos com Incêndios as margens das estradas e ramais.

Com informações A Gazeta do Acre

- Publicidade -
Copiar