28.9 C
Juruá
domingo, julho 14, 2024

Promotor é alvo de ataques homofóbicos por policial penal no Acre

Por Redação O Juruá em Tempo.

- Publicidade -

O Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) emitiu nota nesta sexta-feira (28) de solidariedade ao promotor de Justiça Tales Tranin, titular da 4ª Promotoria de Justiça Criminal da Comarca de Rio Branco, alvo de ataques homofóbicos feitos por um policial penal nas redes sociais.  O nome do agente não foi revelado.

Danilo Lovisaro do Nascimento, Procurador-Geral de Justiça (PGJ).

Em nota, Danilo Lovisaro do Nascimento, Procurador-Geral de Justiça (PGJ), afirmou que o órgão adotará todas as providências cabíveis contra o policial, que teria, inclusive, realizado ameaças de morte e xingamentos contra o promotor Tales Tranin. O promotor Tales Tranin participou das negociações no episódio do presídio Antônio Amaro, que foi tomado pelos detentos na última quarta-feira (26).

“Durante dois dias, o promotor de Justiça acompanhou as negociações no presídio Antônio Amaro Alves, que resultaram no fim do motim iniciado na última quarta-feira, 26 de julho. Em uma postagem de um site local que noticia a atuação do promotor de Justiça no caso, o agente da segurança pública faz comentário com ameaças de morte e xingamentos contra o membro do MPAC”, afirmou.

“O MP acreano é reconhecido por sua firme atuação contra o preconceito e todas as formas de discriminação, e defende de forma intransigente que todas as pessoas sejam respeitadas, independentemente de sua orientação sexual. Por fim, informamos que adotaremos todas providências cabíveis para que o policial penal seja investigado e punido”, acrescentou.

  • Fonte: ContilNet.
- Publicidade -
Copiar