25.6 C
Juruá
terça-feira, abril 23, 2024

Representantes da Alemanha e Reino Unido visitam Comunidade do Rio Croa

Por Assessoria.

- Publicidade -

Encerrando as atividades de campo da Missão de Monitoramento do Programa REM Acre – Fase II, por meio do governo do Estado, via Secretaria de Planejamento (Seplan), na Regional Juruá, os representantes dos governos da Alemanha e Reino Unido visitaram na tarde desta segunda-feira, 3, a Comunidade do Rio Croa, um dos principais pontos turísticos de Cruzeiro do Sul.

Durante a visita, a comitiva internacional e técnicos do Estado foram recepcionados pelo secretário de Turismo e Empreendedorismo, Marcelo Messias, no restaurante Croa Sabor e Lenha, para um almoço com a presença dos comunitários, num momento de escuta e apreciação da natureza, em que puderam ouvir os agradecimentos pelos avanços que o Programa REM possibilitou à população da região.

“Estou bastante feliz em receber o apoio do governo do Estado e do Programa REM, que sempre nos ajudam quando precisamos e, graças a essa parceria, consegui gerar renda para minha família, com o meu restaurante”, afirmou a dona do Croa Sabor e Lenha, Maria Damiana Cunha.

A Comunidade do Rio Croa recepcionou aproximadamente mais de dois mil turistas no primeiro trimestre de 2023, reforçando a importância do turismo de base comunitária no Estado. Os comunitários oferecem a experiência de contemplação e contato com a natureza, em que os próprios moradores conduzem os turistas que visitam o local, oferecendo vivências tradicionais e culinária típica da região.

“É muito importante ver esse trabalho que é desenvolvido, porque eles garantem sua geração de renda de forma sustentável, garantindo a conservação das florestas, então fico bastante feliz em ver os moradores desenvolvendo um turismo de base comunitária” disse a gerente do portfólio de Financiamento Climático (REM e LEAF) do Ministério para Relações Exteriores, Commonwealth e Desenvolvimento do Reino Unido, Louise Hill.

A delegação internacional, guiada pelo condutor Pedro Paulo da Costa, subiu o rio para prestigiar a legendária Samaúma do Rio Croa, uma árvore histórica e um dos locais mais visitados por turistas que chegam à Comunidade em busca de contato com espécies nativas.

“É muito impressionante ver como o Programa REM mudou a vida dos comunitários daqui, alguns abriram restaurantes e outros abriram pousadas, foi admirável ver o apoio do KfW [Banco Alemão para o Desenvolvimento] e o envolvimento das secretarias no suporte à comunidade”, disse a primeira-secretária para o Desenvolvimento Sustentável e Florestas da Embaixada da Alemanha, Franziska Tröger.

E, encerrando a visita na regional do Juruá, os doadores conheceram a Pousada da Dona Cintia, que oferece o turismo de vivência das tradições ancestrais, por meio da proprietária Cintia Dane Fernandes.

Para o secretário Marcelo Messias, a visita é uma oportunidade de vivenciar a realidade da população que vive da floresta. “Espero que eles tenham sentido a importância do REM, quando é aplicado em um estado que se preocupa com a preservação do meio ambiente, e que tenham enxergado que os moradores são os principais interessados em manter a floresta em pé, gerando renda sem precisar desmatar”, enfatizou.

O Programa REM apoia o ecoturismo por meio do projeto Turismo de Base Comunitária, que apoia o desenvolvimento sustentável, conciliando o interesse turístico com a preservação ambiental, e já beneficia 33 comunitários do Rio Croa, com cursos de capacitação e entregas de equipamentos como coletes, tornozeleiras e barcos.

Para a coordenadora-geral do Programa REM Acre – Fase II, Roseneide Sena, a presença da Comitiva é a confirmação do impacto positivo dos acordos estabelecidos na cooperação internacional no Acre, “esse momento não é apenas de avaliação, mas também de comprovar o zelo do Estado na execução dos projetos, então agora é o momento de ver os resultados dessa parceria tão próspera ao povo acreano”, ressaltou.

Acompanharam os doadores a secretária de Meio Ambiente e Políticas Indígenas, Julie Messias; a presidente da Fundação de Tecnologia do Estado do Acre, Iuçara Souza; o presidente do Instituto de Mudanças Climáticas e Regulação de Serviços Ambientais do Estado do Acre (IMC), Leonardo Carvalho; as equipes técnicas das secretarias de Meio Ambiente e Políticas Indígenas (Semapi), de Empreendedorismo e Turismo (Sete) e da Fundação de Tecnologia do Estado do Acre (Funtac). Também integram a comitiva internacional o gerente de portfólio do KfW, Klaus Köhnlein; o especialista técnico do KfW, Sören Schopferer; a especialista socioambiental do KfW, Claudia Levy; a economista do Ministério para Relações Exteriores Commonwealth e Desenvolvimento do Reino Unido, Sarah Pettem, e a gerente do Programa REM no Ministério para Segurança Energética e Net Zero (DESNZ) do Reino Unido, Svenja Bunte.

- Publicidade -
Copiar