30.1 C
Juruá
quarta-feira, junho 12, 2024

Alunos do Instituto Santa Terezinha participarão de evento no Rio de Janeiro

Por Redação O Juruá em Tempo.

- Publicidade -

Os estudantes Humberto Frota, Tarcio Moura e Artur Cavalcante se reunirão com mais de 240 estudantes e professores de todo o Brasil durante a Jornada da Mostra Brasileira de Foguetes (Mobfog), entre os dias 28 e 31 de agosto, na cidade de Barra do Piraí, no Rio de Janeiro.

Promovida pela Sociedade Astronômica Brasileira (SAB), a competição engloba alunos de escolas públicas e privadas, abrangendo desde o primeiro ano do ensino fundamental até o último ano do ensino médio.

Dessa forma, a competição envolve conceitos astronômicos, aeronáuticos, além de princípios das áreas de física e química na construção de seus próprios foguetes, com a finalidade de desafiar os participantes a construir e lançar foguetes que alcancem a maior distância possível.

Os vencedores serão determinados por meio de uma combinação ideal entre o volume do material, a quantidade e o tamanho das aletas, o ângulo de lançamento, a direção do vento, o tamanho e o peso do foguete.

Assim, os estudantes de Cruzeiro do Sul estão sendo orientados pelo professor de Física, Rainner Carvalho, no qual mencionou a “Olimpíadas de Foguete”, que foi uma competição interna entre as turmas do IST no ano de 2022, gerando a preparação dos alunos para a MogFog em 2023.

Vale ressaltar que os alunos foram convidados para a participação nacional por meio de uma carta-convite ao atingirem uma marca de mais de 100 metros nos lançamentos dos foguetes. “Comparando com as médias das edições anteriores, nossa média de 160 metros é muito boa”, disse Tarcio Moura, um dos integrantes da equipe.

Um dos pais dos alunos, professor e matemático, mencionou ainda que o projeto contribui para a formação de novos estudantes com um pensamento científico, sendo fundamental destinar apoio e incentivo ao filho para a participação na competição.

O integrante da equipe Humberto Frota comentou que uma das motivações para participar da MobFog foi o desejo em desenvolver-se na área da iniciação científica, visto que eles se sentiram motivados a estudar pesquisas, visando alcançar o melhor desempenho possível.

A respeito da construção do foguete:

Artur Cavalcante, membro da equipe, explicou que foguete é montado utilizando uma garrafa PET reciclável e a base é montada usando canos de PVC, além de contar com dois registros para liberar pressão em caso de o foguete não decolar, e o outro para liberar o arpão.

Além disso, um medidor de pressão é usado para determinar o momento ideal para puxar a corda. Para o processo de propulsão, é aproveitada a força de empuxo gerada a partir do gás resultante da reação química entre vinagre e bicarbonato de sódio, mistura química utilizada como combustível.

- Publicidade -
Copiar