32.1 C
Juruá
domingo, dezembro 3, 2023

Apicultores exibem produtos na Expoacre

Por Agência de Notícias do Acre.

- Publicidade -

Com uma produção de 55 mil toneladas de mel por ano, o Brasil é um dos principais países exportadores de produtos animais e agrícolas do mundo. Para fomentar o mercado de apicultura, o governo do Acre, por meio da Secretaria de Agricultura (Seagri), levou produtores para exibir seus produtos na Expoacre.

Gildemar dos Santos, integrante da Mel Bonal, associação de produtores de mel, explica que a produção no estado ainda não é autossustentável, mas está crescendo.

Produtos cosméticos à base de mel são novidade na feira. Foto: Marcos Vicentti/Secom

“Ainda não conseguimos atender a demanda. Abastecemos apenas 20%  do mercado interno. Entre 2022 e 2023, produzimos cerca de 1.450 quilos de mel”, relata.

O secretário adjunto Seagri, Edivan Azevedo, explica que o governo está junto aos apicultores. “Nosso objetivo é capacitar esses produtores e os produtores familiares para que possam atender a demanda interna e até exportar o produto”, explica.

A produção de mel no Acre está aumentando aos poucos, para atender a demanda interna. Foto: Marcos Vicentti/Secom

A Bonal fornece matéria-prima para produção de cosméticos feitos à base de mel, própolis e pólen, como hidratantes, esfoliantes, pomadas e sabonetes.

Além disso, por meio do programa REM, cerca de 200 produtores extrativistas e indígenas estão sendo capacitados em técnicas de manejo com abelhas, com e sem ferrão, em todo o Acre.

O programa Global REDD+ para Early Movers (REDD+, sigla em inglês para Redução de Emissões por Desmatamento e Degradação Florestal para Pioneiros) é uma iniciativa da Alemanha e Reino Unido, por meio do Banco de Desenvolvimento da Alemanha (KfW), para o enfrentamento às mudanças climáticas.

- Publicidade -
Copiar
error: Alert: O conteúdo está protegido !!