27 C
Juruá
segunda-feira, maio 27, 2024

Aprovação de Lula sobe para 42%, segundo a Quaest; reprovação é de 24%

Por Folha de São Paulo.

- Publicidade -

Após sete meses e meio de mandato, o governo do presidente Lula (PT) tem 42% de aprovação e 24% de reprovação, enquanto 29% consideram a gestão petista regular — e outros 5% não souberam ou não quiseram responder.

É o que relata pesquisa Quaest divulgada nesta quarta-feira (16). O instituto entrevistou presencialmente 2.029 pessoas com 16 anos ou mais de 10 a 14 de agosto, em levantamento com margem de erro estimada de 2,2 pontos percentuais, para mais e para menos.

Os resultados mostram uma melhora da popularidade do governo Lula, que havia registrado em junho uma avaliação positiva de 37% e negativa de 27%. Outros 32% consideravam a administração do petista regular, e 4% não souberam ou não quiseram responder à época.

O presidente Lula (PT) e sua esposa, a primeira-dama Rosângela da Silva, a Janja, na chegada da posse do presidente paraguaio, em Luque.

O presidente Lula (PT) e sua esposa, a primeira-dama Rosângela da Silva, a Janja, na chegada da posse do presidente paraguaio, em Luque – Cesar Olmedo – 14.ago.23/Reuters

Os resultados obtidos agora rompem um ciclo de estabilidade, visto nas últimas aferições da empresa de pesquisa e consultoria.

Em abril, o presidente havia registrado 36% de aprovação e 29% de reprovação, oscilando um ponto positivamente entre os com opinião positiva em junho, e dois pontos negativamente entre os com avaliação negativa.

Neste mês, os números oscilaram positivamente em todas as regiões do Brasil, exceto nas regiões Centro-Oeste e Norte, agregadas em um único dado pela Quaest.

Nessas duas regiões, o petista saiu de 35% para 32% de avaliação positiva, enquanto a rejeição foi de 30% para 28% e os que consideram o governo regular ficaram em 31% —um ponto a menos que em junho. Já os que não souberam ou não quiseram responder chegaram a 9%, seis pontos a mais em relação ao levantamento anterior.

Lula também teve oscilação positiva entre os eleitores de Jair Bolsonaro (PL). O mandatário marcou 12% entre os que aprovam o governo, ante 9% em junho. Já os que reprovam o governo são 51%, quatro pontos a menos que na pesquisa passada.

A Quaest perguntou ainda sobre a opinião em relação ao trabalho feito por Lula à frente do Planalto, resultando em 60% de aprovação — na aferição anterior, o número era de 56%. Já os que disseram reprovar o trabalho do petista estão em 35%, uma queda de cinco pontos em relação aos resultados de junho.

Os que não souberam ou não quiseram responder essa questão somam 5%.

Aqui, o petista também obteve bons resultados regionais, à exceção do Centro-Oeste e do Norte. Nestas regiões, os que acham positivos os esforços do atual presidente são 52%, contra 39% dos que acham negativos os trabalhos do governo.

A tendência de melhora nas regiões Sudeste e Sul se manteve. Nesta última, por exemplo, a aprovação do trabalho de Lula foi de 48% para 59%, enquanto a reprovação passou de 48% para 38%. No Sudeste, são 55% os que concordam com os esforços do petista, e 39% os que discordam.

No Nordeste, o cenário é de estabilidade, com 72% aprovando o trabalho de Lula —uma oscilação positiva de um ponto em relação à pesquisa anterior.

O levantamento é financiado pela corretora de investimentos digital Genial Investimentos, controlada pelo banco Genial.

- Publicidade -
Copiar