23 C
Juruá
domingo, maio 26, 2024

Brasil empata com a Jamaica e é eliminado da Copa em despedida de Marta

Por UOL.

- Publicidade -

A seleção brasileira está fora da Copa do Mundo feminina. Precisando de uma vitória para avançar, o Brasil ficou no 0 a 0 com a Jamaica, hoje (2), em Melbourne, na Austrália, e terminou na terceira colocação do Grupo F.

Faltou calma e precisão ao Brasil. A seleção conseguiu chegar à área adversária, mas esbarrou na zaga jamaicana e na própria imprecisão. As comandadas de Pia abusaram nos erros de passe e foram afobadas na hora de finalizar.

É a terceira eliminação da seleção brasileira na fase de grupos. As outras aconteceram em 1991 e 1995.

Marta se despediu do Mundial sem gols ou taça. A camisa 10 foi titular e capitã do Brasil hoje, mas não conseguiu evitar a eliminação verde-amarela.

França e Jamaica foram as classificadas do Grupo F. As francesas lideraram a chave, enquanto as jamaicanas ficaram com a segunda colocação. Agora elas aguardam os adversários da próxima fase.

Como foi o jogo

Brasil dominou, mas faltou tranquilidade na hora de finalizar. Precisando do resultado, a seleção brasileira controlou a posse de bola e, até a entrada da área, teve liberdade para trocar passes. No último terço, porém, teve dificuldade para se livrar da forte marcação jamaicana e, quando conseguiu, foi afobada na finalização, facilitando o trabalho de Spencer.

Seleção pecou na troca de passes, e viu a Jamaica crescer. Com o passar o primeiro tempo, o Brasil começou a falhar nos passes, tanto na intermediária quanto no ataque, e viu as jamaicanas gostarem do jogo e incomodarem a defesa verde-amarela. A Jamaica, porém, terminou a etapa inicial sem finalizações.

Brasil viveu um drama, e deve dificuldades para chegar ao ataque. O Brasil voltou para o segundo tempo com Bia Zaneratto no lugar de Ary Borges, mas o time passou a ter mais dificuldades para chegar ao ataque. Com passes imprecisos e diante de uma sólida defesa jamaicana, a seleção brasileira não conseguiu ameaçar Spencer.

Emoção com Marta

As pessoas do lado de fora do estádio celebraram quando as primeiras notícias sobre a titularidade de Marta saíram. Quem estava dentro ovacionou a camisa 10 quando apareceu no telão entre as jogadoras que iniciariam o jogo. Houve bandeirão para a atacante nos primeiros minutos e também na saída para o intervalo.

Apoio nas arquibancadas

O clima frio em Melbourne não intimidou os brasileiros, que lotaram as arquibancadas em apoio à seleção. No hino, a torcida fez o bonito e tradicional coro quando a música terminou e ao longo do jogo cantou em apoio. A medida que o jogo ia passando e ficando mais tenso, o ambiente também era de apreensão.

Nos últimos minutos, começou também a insatisfação com as quedas e demora da Jamaica nas faltas. Todos reagiram com temor ou empolgação na melhor chance da seleção africana.

Decepção

Mesmo os cantos de “eu acredito” no fim não foram suficientes para o Brasil marcar. Depois de uma grandes festa na chegada, o ambiente foi de desolação. No banco, Marta tinha a mesma sensação. Observava o jogo tensa. Com altas expectativas antes da Copa, a eliminação foi um balde de água fria em todos.

- Publicidade -
Copiar