31.4 C
Juruá
domingo, junho 23, 2024

Doadora de sangue contemplada em sorteio realiza emocionante sobrevoo no Helicóptero Harpia 3

Por Redação O Juruá em Tempo.

- Publicidade -

Durante a Expoacre 2023, um evento que celebra o agronegócio e a cultura acreana, uma parceria especial entre a Secretaria de Saúde do Acre (Sesacre) e a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) ofereceu uma oportunidade única para incentivar a doação de sangue. A ação, que teve como objetivo salvar vidas, possibilitou que doadores concorressem a um sobrevoo no helicóptero do Centro Integrado de Operações Aéreas do Acre (Ciopaer), o Harpia 3.

Roseane Souza, se preparando para o seu sobrevoo no Harpia 3. Foto: Júnior Aguiar/Sesacre

A parceria entre a Sesacre e a Sejusp remonta a 2012, quando um convênio foi estabelecido com o objetivo de implementar serviços de atendimento aeromédico e resgate de pacientes no Acre. Essa colaboração, que visa salvar e proteger vidas, culminou na recente premiação de uma doadora de sangue com um emocionante sobrevoo no Helicóptero Harpia 3.

Roseane Augustinho de Souza, 49, é a doadora de sangue que ganhou uma experiência única. Na última noite da Expoacre, ela e seu marido, também doador há anos, decidiram realizar mais uma doação de sangue no ônibus de coleta do Centro de Hematologia e Hemoterapia do Acre (Hemoacre). Como parte da iniciativa, eles receberam brindes e, sem saber, estavam participando de um sorteio para um sobrevoo no Harpia 3.

“Já voei de avião. É a primeira vez em um helicóptero”, afirmou Roseane Souza. Foto: Júnior Aguiar/Sesacre

“Na segunda-feira, 7, quando me ligaram, eu até tomei um susto. Pensei que era algum problema com meu exame, aí uma moça disse que eu estava participando de um sorteio e eu fui a felizarda para fazer um sobrevoo pela cidade. Eu disse: Oh, glória! Já voei de avião. É a primeira vez em um helicóptero”, compartilhou Roseane, emocionada.

O sobrevoo foi realizado nesta quinta-feira, 17, no Helicóptero Harpia 3, uma aeronave AS350 doada pela Secretaria Nacional de Segurança, que chegou ao Acre em julho de 2021 para fortalecer ações de saúde, segurança e meio ambiente, com capacidade para transportar até quatro passageiros e dois tripulantes.

Helicóptero Harpia 3, uma aeronave AS350 doada pela Secretaria Nacional de Segurança. Foto: Júnior Aguiar/Sesacre

O tenente-coronel Samir Freitas, comandante do Ciopaer, explicou a importância do helicóptero na parceria com a Sesacre. “Os resultados têm sido excepcionais em nossa cooperação com a Sesacre. Isso nos enche de satisfação e orgulho. Nada nos alegra mais do que concretizar o emocionante sobrevoo para a senhora Roseane. Estamos tornando possível esse momento e reafirmamos nosso compromisso contínuo com a excelência e o bem-estar da nossa população”, ressaltou Freitas.

Tenente-coronel Samir Freitas, comandante do Ciopaer. Foto: Júnior Aguiar/Sesacre

Para o secretário de Estado de Saúde, Pedro Pascoal, essa parceria tem unido esforços com o objetivo de salvar vidas. “Ao longo dos anos, essa colaboração se mostrou fundamental para alcançarmos nossas metas em conjunto. A doação de sangue é um ato de generosidade que faz toda a diferença. Esse incentivo é uma maneira de reconhecer e valorizar aqueles que contribuem para a saúde da nossa comunidade. Estamos comprometidos em continuar investindo em parcerias criativas e impactantes que beneficiem a população do Acre”, disse.

Foram cerca de 12 minutos de sobrevoo, que proporcionaram à Roseane uma experiência inesquecível. Foto: Júnior Aguiar/Sesacre

Foram cerca de 12 minutos de sobrevoo que proporcionaram à Roseane uma experiência inesquecível. Ela admitiu ter ficado nervosa ao avistar a aeronave, mas decidiu enfrentar o desafio e viver plenamente a experiência única de voar pelo céu de Rio Branco. Teve uma visão privilegiada de sua casa, e viu o aceno e a alegria de seus vizinhos e familiares.

Essa ação de parceria buscou não apenas incentivar a doação de sangue, mas também reforçar os laços entre saúde e segurança, ressaltando o compromisso do governo do Estado com a proteção e bem-estar de seus cidadãos. E para Roseane, o sobrevoo no Harpia 3 permanecerá como um símbolo de coragem, solidariedade e superação.

- Publicidade -
Copiar