23.9 C
Juruá
domingo, março 3, 2024

Jovem morto por policial penal na Expoacre tinha ido comemorar aniversário, diz namorada

Por Redação O Juruá em Tempo.

- Publicidade -

O caso do jovem Wesley Santos da Silva, de 20 anos, que perdeu a vida, após ser alvejado por um tiro disparado pelo policial penal Raimundo Nonato Veloso da Silva, ganha novos detalhes, com o depoimento da namorada dele, Rita de Cássia, de 18 anos.

Segundo ela, Wesley estava na Expoacre comemorando o aniversário, que havia ocorrido dois dias antes do assassinato, ocorrido na madrugada de segunda-feira, 7 de agosto. Santos foi baleado na saída de um bar, dentro das dependências da Expoacre.

De acordo com a PM, no dia da tragédia, uma equipe de militares foi chamada ao bar para encerrar uma festa que já havia ultrapassado o horário permitido.

Foi nesse momento, quando as pessoas estavam saindo, que os disparos foram ouvidos e um tumulto se formou. Ao chegarem ao local, os policiais encontraram Wesley e Rita já caídos, feridos por disparos.

O policial penal Raimundo Nonato Veloso da Silva estava no local com seu tio, e ambos foram contidos por populares para evitar um linchamento iminente, relatou a polícia. Segundo testemunhas, Silva estaria importunando algumas mulheres que estavam no local.

  • Por Dell Pinheiro, da Gazeta do Acre.
- Publicidade -
Copiar
error: Alert: O conteúdo está protegido !!