24.9 C
Juruá
sábado, junho 15, 2024

Mais de 80% dos empresários no AC estão otimistas com as vendas no segundo semestre, diz pesquisa

Por Redação O Juruá em Tempo.

- Publicidade -

Mais de 80% dos empresários locais estão otimistas com as vendas no segundo semestre, diz pesquisa

Ao menos 82,5% dos empresários de Rio Branco estão positivos quanto à expectativa de vendas para o segundo semestre de 2023, segundo levantamento realizado pela Fecomércio-AC e pelo Data Control, nos últimos dias 25 e 26 julho, junto a 103 comerciantes da capital acreana. Ainda conforme o levantamento, 2,9% manifestam expectativa negativa e; 14,6%, estabilidade.

Conforme 31,1% dos empresários, as promoções no período contribuíram significativamente para o movimento de vendas, além das novidades, que muito ajudaram na opinião de 26,2% dos entrevistados. A qualidade no atendimento fez a diferença para 16,5%; e os preços, para 12,6%; já os níveis de descontos foram reconhecidos por 9,7%; assim como os prazos, para 3,9%.

A pesquisa destaca a opinião de 32% dos entrevistados, que consideram o desempenho das vendas no primeiro semestre de 2023 bem melhor que o semestre imediatamente anterior. Porém, ainda em relação a essa avaliação, 52,4% observam regularidade entre o semestre passado e o anterior. Em menor escala são destacados 8,7%, que consideram ruim o desempenho das vendas no primeiro semestre e; 6,8%, que classificam como igual.

Expectativa quanto a melhora da economia no segundo semestre

Para 86,4% dos empresários, a economia no segundo semestre de 2023 deve melhorar, dada a possibilidade de recursos novos no mercado a partir da realização das diversas medidas sociais e econômicas anunciadas pelo Governo Federal, assim como, a reforma tributária em tramitação nas casas legislativas. Contudo, 10,7% não demonstram qualquer expectativa relacionada e 2,9% se mostram com baixa estima.

No que diz respeito à estratégia para o aumento das vendas, a “melhora na qualidade de estoque” representa significativa estratégia para 25,8% dos empresários do comércio. Outros 21,9% se mostram favoráveis a mais investimentos em propaganda; assim como 20,5%, que devem apostar nas promoções; e 11,3%, em mais crédito para clientes. No mais, 9,3% vão investir em mais prazo e; 7,9%, em preços baixos. Outros 3,3% creditam a doação de prêmios entre clientes compradores como uma boa estratégia.

Ameaças

Para 36,6% dos empresários, a “falta de dinheiro no mercado” é fator comprometedor para a expectativa de vendas no segundo semestre de 2023. Para 22,9% o excesso tributário é preocupação contínua; e outros 19,6% manifestam temos aos níveis de endividamento da população local

Ainda com relação às ameaças, o crescimento do comércio informal preocupa 6,5% dos empresários e a outros 4,6% que apontam a violência como um fator extremamente negativo. O crescimento da concorrência se faz sentir junto a 4,6% dos entrevistados sem discriminar outras ameaças apontadas por 5,2%.

Além disso, para 32% dos empresários, a atividade do grande comércio prejudica em muito ao de menor porte, mas 27,2% confiam que a fidelização de clientes compensa a diferença. Outros 24,3% entendem ser pouco prejudicial a relação do grande com o pequeno localizado nos bairros da cidade; entretanto, na opinião de 16,5% dos entrevistados, as promoções realizadas pelo comércio de maior porte são mais vantajosas do que aquelas ofertadas pelo de pequeno porte.

  • Fonte: Notícias da Hora.
- Publicidade -
Copiar