29.7 C
Juruá
domingo, maio 26, 2024

Morre na UTI do PS jovem que foi baleado por policial penal na Expoacre

Por Redação O Juruá em Tempo.

- Publicidade -

O jovem Wesley Santos da Silva, de 20 anos, morreu no início da tarde desta terça-feira, 8, na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Pronto-Socorro de Rio Branco. Wesley foi baleado na madrugada da segunda-feira, 7, dentro do Parque de Exposições Wildy Viana, após sair de um bar.

A informação foi confirmada pela irmã da namorada de Wesley, a jovem Rita de Cássia da Silva Lopes 18 anos, que também foi baleada, mas encontra-se com o quadro de saúde estável.

Segundo informações da polícia, o policial penal e ex-diretor do presídio de Senador Guiomard, Raimundo Nonato Veloso da Silva Neto, 38 anos, supostamente assediou várias mulheres no interior de um barzinho dentro do Parque de Exposições, durante a última noite de Expoacre 2023. Ao tentar passar a mão em Rita, a mulher acabou revidando e não permitiu ser tocada pelo policial penal, empurrando o agente de segurança pública.

Em seguida, Wesley, que é namorado de Rita, e outros homens também empurraram o acusado. Ao sair do local, o policial ameaçou o casal e disse que os esperaria do lado de fora do barzinho.

Quando o casal estava saindo, Raimundo Nonato sacou uma arma de fogo e atirou várias vezes contra o homem e a mulher. Rita foi ferida com um tiro na perna e Wesley foi ferido com um tiro no abdômen.

Após ouvirem os tiros, policiais militares que estavam no Parque de Exposições foram até o local e, ao verem a correria, encontraram as duas vítimas feridas. O policial penal teve a arma apreendida e foi preso em flagrante, sendo encaminhado à Delegacia de Flagrantes (Defla) e deve responder agora por um homicídio e uma tentativa de homicídio.

Weskey foi atingido com um tiro no peito, que atingiu o pulmão e o fígado da vítima, que foi levada direto para o Centro Cirúrgico e, após ser submetido a uma intervenção cirúrgica, ficou internado UTI, mas não resistiu ao ferimento.

Já a sua namorada, Rita de Cássia foi atingida com quatro tiros. Seu estado de saúde é estável. De acordo com a família das vítimas, o policial penal Raimundo Nonato, acusado de atirar no casal e matar Wesley, está solto.

  • Fonte: A Gazeta do Acre.
- Publicidade -
Copiar