23.9 C
Juruá
domingo, março 3, 2024

Nicolau Junior diz que sonha ser candidato ao governo e fala sobre o divórcio da irmã

Por Tião Maia, do ContilNet.

- Publicidade -

O primeiro-secretário e ex-presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Acre (Aleac), deputado estadual Nicolau Júnior (PP), admitiu, nesta sexta-feira (18), em Epitaciolândia, em entrevista exclusiva ao ContilNet, que sonha em ser candidato ao Governo do Estado já nas eleições de 2026, em substituição ao ex-cunhado Gladson Cameli, que não mais poderá concorrer ao cargo. O que a princípio poderia ser um problema, a separação do governador da ex-primeira-dama Ana Paula, irmã de Nicolau, foi uma solução para os sonhos futuros do atual deputado estadual.

Nicolau Júnior durante o evento em Epitaciolândia. Foto: Aleac

“Não haveria impedimento constitucional nem pela legislação eleitoral, porque eles já estão divorciados”, disse Nicolau Júnior, ao falar abertamente, pela primeira vez, da separação conjugal da irmã. “Se eu negasse que tenho o sonho de ser governador do meu Estado, estaria mentindo. Todo político sonha em se tornar governador de seu Estado”, disse o parlamentar, que é natural de Cruzeiro do Sul, formado em Direito e tem 39 anos de idade.

A seguir, os principais trechos da entrevista como político:

O senhor já se movimenta ou trabalha buscando ser candidato a governador do Estado? O senhor tem esse sonho?

Nicolau Júnior – Trabalhar, não. É muito cedo para qualquer movimento neste sentido, mas em relação ao sonho, não posso negar que tenho, sim, o sonho de ser governador do meu Estado. Mas eu faço parte do grupo do governador Gladson Cameli, sou um soldado do meu Partido (o PP) e minha missão, no momento, é ajudar no crescimento do PP e na consolidação das políticas desenvolvidas pela Assembleia Legislativa para ajudar a nossa população e assim também ajudar o Governo com a aprovação de suas propostas enviadas à Casa.

O senhor sabe que seu grau de parentesco com o governador, que é casado com sua irmã, pode atrapalhar esse seu sonho. Como o senhor espera poder contornar isso?

Nicolau Júnior – Pela legislação eleitoral, não há mais impedimento, uma vez que eles já estão divorciados. Então o Gladson não é mais meu cunhado nem eu dele. A legislação eleitoral é bem clara em relação a isso e por causa do divórcio, não há mais problema nenhum.

Mas o senhor tem conversado sobre o assunto com o governador?

Nicolau Júnior – Não posso dizer que sentamos para conversar sobre isso, mas sei que o governador tem essa preocupação porque qualquer governador se preocupa, sempre, em fazer seu sucessor. Mas a gente conversa sobre política e sobre o futuro, mas eu nunca tive a audácia de tocar num assunto que possa vir a me favorecer pessoalmente, mas há conversas, sim.

O senhor é jovem e, ao que consta, não tem maior experiência na gestão pública. Se acha pronto para ser candidato a governador e, se eleito, assumir o cargo?

Nicolau Júnior – Confesso que a vida pública nunca foi algo com o que sonhei. Mas aconteceu. Quando eu me preparava para atuar na iniciativa privada e como profissional liberal, na advocacia talvez. Mas recebi o desafio de ser candidato a deputado estadual e, desde então, passei a me preparar. Quando surgiu o desafio de ser presidente da Aleac, cheguei a me questionar se eu tinha mesmo as qualificações, Conclui que sim e, ao final de dois mandatos, acho que fizemos sim  um bom trabalho. Em relação ao Governo, sei que estou pronto. Sei que nenhum homem pode dizer que é suficiente em tudo, mas creio que, se tivermos isso como missão, saberemos dar conta.

- Publicidade -
Copiar
error: Alert: O conteúdo está protegido !!