26.1 C
Juruá
domingo, julho 14, 2024

Ponte Metálica segue fechada e comerciantes reclamam: “não tem ninguém trabalhando”

Por Whidy Melo, do AC24horas.

- Publicidade -

Um mês após fechamento da ponte Juscelino Kubitschek, no centro de Rio Branco, a estrutura ainda não recebeu nenhum tipo de intervenção que possibilite a sua reabertura, segundo trabalhadores do entorno.

Laércio Júnior, que tem um comércio na cabeceira da ponte, diz que desde o fechamento, nem uma batida de martelo, sequer, foi ouvido no local. “O ideal é que se parassem para mexer, que mexessem logo, porque está quebrando os comércios. Aqui as vendas caíram 60%, sem trânsito ninguém vê a loja. As garagens, estacionamentos, também foram afetados. Um dono de garagem veio aqui e disse que não vende 30% do que vendiam antes”, afirmou.

Foto: Laércio diz que vendas caíram devido à interdição da ponte – Whidy Melo/ac24horas

Taxistas que trabalham a 20 metros da ponte também lamentam a falta de qualquer trabalho que indique a normalização do trânsito da região. “A única intervenção que se faz aqui é o conserto das ripas que fazem o bloqueio, porque na ponte mesmo não tem ninguém trabalhando. Com essa ponte interditada, afeta o comércio disso tudo, porque ninguém passa. Para interditar, tem que arrumar, não pode ficar como está aí”, disse um trabalhador.

Desde que a ponte Juscelino Kubitschek foi fechada, a ponte Coronel Sebastião Dantas, também chamada de ponte de concreto, funciona nos dois sentidos, sendo permitido apenas o tráfego de automóveis pequenos, ambulâncias e ônibus de transporte coletivo. Veículos pesados, na região central, devem fazer a travessia somente pela quarta ponte, localizada entre os bairros Cadeia Velha e Seis de Agosto.

Procurada pelo ac24horas, a assessoria de comunicação do Departamento de Estradas e Rodagens do Acre – DERACRE, não soube dizer quais intervenções estão sendo feitas na ponte, mas disse que a interdição é por tempo indeterminado.

- Publicidade -
Copiar