31.9 C
Juruá
segunda-feira, maio 20, 2024

Saúde no Acre alcança a marca de 10 mil cirurgias realizadas no 1º semestre de 2023

Por Redação O Juruá em Tempo.

- Publicidade -

No Acre, o governo do Estado comemora um marco significativo no setor de saúde pública. Só no primeiro semestre de 2023, mais de 10 mil cirurgias foram realizadas, beneficiando pacientes em todas as regionais do estado. Essa conquista é parte integrante do plano estratégico do governo, que tem como objetivo reduzir efetivamente as filas de espera por procedimentos cirúrgicos até o fim da atual gestão.

O programa, conhecido como “Opera Acre”, tem desempenhado um papel crucial nesse avanço. Atuando com foco em cirurgias eletivas, o programa abrange diversas especialidades médicas e já contabilizou impressionantes 8.021 cirurgias no primeiro semestre deste ano. Entre as especialidades atendidas estão: ginecologia, proctologia, cirurgias gerais, de cabeça e pescoço, cardiológicas, entre outras.

Além do sucesso do “Opera Acre”, a administração de saúde estadual tem planos maiores para expandir ainda mais o acesso a procedimentos cirúrgicos. “Sob a orientação do governador, estaremos  expandido o programa nos próximos meses, com novas especialidades tais como ortopedia eletiva, cirurgia pediátrica eletiva, bem como uma ampliação das cirurgias oncológicas. Essa expansão visa abranger uma gama ainda maior de necessidades médicas, garantindo que os pacientes recebam o tratamento adequado de forma ágil e eficaz”, explicou o secretário de Saúde, Pedro Pascoal.

Além das cirurgias eletivas, os hospitais gerais também desempenham um papel fundamental no atendimento à população. Cirurgias de emergência e procedimentos de traumas são realizados diariamente. No Pronto-Socorro de Rio Branco, por exemplo, já foram realizadas mais de 3 mil cirurgias ao longo deste ano.

A moradora da zona rural de Porto Acre, Nilma de Lima, 48 anos, se deslocou até a capital após realizar um ultrassom abdominal no qual foi identificada a necessidade de cirurgia de apendicite.

“O médico já me disse para vir ao PS realizar a cirurgia de apendicite, e foi bem rápida. O atendimento que recebi da equipe que me operou foi muito bom”, relata Nilma.

O hospital, que é referência na região do Baixo Acre, costuma receber pacientes vindos de países vizinhos, como Peru e Bolívia e estado do Amazonas, como foi o caso de Antônio Andrade, 40 anos, que deu entrada no PS após sofrer um acidente de moto no município de Boca do Acre.

“Tentei desviar de um animal e acabei caindo de motocicleta. Me trouxeram até Rio Branco, onde dei entrada no sábado e já fui operado no domingo”, relata Antônio.

- Publicidade -
Copiar