29.7 C
Juruá
domingo, maio 26, 2024

Sesacre recomenda o uso de máscara contra nova variante da Covid-19

Por Redação O Juruá em Tempo.

- Publicidade -

No cenário de contínuo enfrentamento à covid-19, uma nova variante do coronavírus Sars-CoV-2 tem chamado a atenção das autoridades de saúde ao redor do mundo. No Acre, a Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre) está atenta ao surgimento da variante EG.5, buscando precauções para evitar sua disseminação.

A nova orientação para a população do Acre em relação à variante surgiu após a confirmação do primeiro caso no Brasil, em uma paciente de 71 anos em São Paulo.

Nova variante do coronavírus Sars-CoV-2 tem chamado a atenção das autoridades de saúde ao redor do mundo. Foto: Odair Leal/Sesacre

O titular da Sesacre, Pedro Pascoal, ressaltou que, “até o momento, sabe-se que essa variante possui alta transmissibilidade. No entanto, apresenta uma baixa patogenicidade, o que significa que tem menor potencial de causar casos graves da doença”.

“Até o momento, sabe-se que essa variante possui alta transmissibilidade. No entanto, apresenta uma baixa patogenicidade”, explicou o secretário de Saúde, Pedro Pascoal. Foto: Odair Leal/Sesacre

Edvan Meneses, chefe da Vigilância em Saúde da Sesacre, frisou que é fundamental quebrar a cadeia de transmissão. “O uso de máscaras, álcool em gel e a prática de etiquetas sanitárias são cruciais para evitar a propagação do vírus. Além disso, a vacinação é um dos principais métodos para prevenir a evolução de casos positivos para quadros graves”, ressaltou.

Edvan Meneses, chefe da Vigilância em Saúde da Sesacre. Foto: Odair Leal/Sesacre

De acordo com o Ministério da Saúde, o Brasil já distribuiu cerca de 487 milhões de doses, atingindo altos índices de cobertura vacinal. No entanto, completar o esquema vacinal com as duas doses e a dose de reforço é fundamental para garantir uma proteção mais eficaz contra a doença.

Segundo Edvan Meneses, o Estado continua observando uma curva de queda no número de casos. No entanto, é preciso estar alerta para a possibilidade de aumento de casos em outros estados e países, o que torna crucial a retomada das medidas de prevenção.

Apesar de a Organização Mundial da Saúde (OMS) ter decretado oficialmente o fim da pandemia no início de maio, é importante destacar que a covid-19 ainda representa um risco.

- Publicidade -
Copiar