23 C
Juruá
domingo, maio 26, 2024

Superintendente do DNIT: “Não adianta colocar milhões na BR se não tiver manutenção”

Por Redação O Juruá em Tempo.

- Publicidade -

Nesta segunda-feira (21), na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), acontece o Seminário Estadual da Comissão Externa de Obras Públicas Paralisadas, da Câmara dos Deputados, proposto pela deputada federal Socorro Neri (PP), para debater o andamento das obras de recuperação da BR-364 e BR-317, no Acre.

O engenheiro Ricardo Araújo, superintendente do DNIT no estado, falou sobe uma conversa com o ministro dos Transportes, Renan Filho, sobre a situação da BR-364, na qual destacou que, embora tenha verba para as obras na estrada, é necessária a garantia de manutenção.

Ricardo acrescentou que, só neste ano, já foram destinados pelo governo Lula cerca de R$ 270 milhões em orçamento emergencial para a rodovia, valor que supera em quase três vezes os recursos enviados pelo ex-presidente Bolsonaro. “Nos últimos três anos, o dinheiro que entrou para o DNIT, foi de apenas R$ 65 milhões. Isso para as duas rodovias”.

Além disso, o superintendente disse que a pequena quantidade de engenheiros do DNIT no Acre aumenta o problema. São cerca de 6 profissionais para 1.174 km de rodovia.

A manutenção de todos os trechos da BR-364 e da BR-317 está em andamento, e o DNIT alterou algumas das empresas encarregadas das obras. “Não estavam trabalhando como deveriam”, justificou Ricardo.

- Publicidade -
Copiar