32.7 C
Juruá
domingo, maio 26, 2024

Athletico-PR soma quase R$ 1 bilhão de lucro com transferência de jogadores nos últimos 10 anos

Por Redação O Juruá em Tempo.

- Publicidade -

É notório que o Brasil é um celeiro de grandes jogadores, e ano após anos os clubes tupiniquins tendem a negociar algumas de suas joias para outros times por verdadeiras fortunas, e nos últimos tempos, nenhuma outra equipe no país tem se saído tão bem neste quesito quanto o Athletico-PR.

O Furacão é a equipe brasileira que mais embolsou dinheiro com transferências na última década, e levando em consideração compras e vendas, o time paranaense soma um superávit de cerca de 184 milhões de euros, ou R$ 980 milhões.

No levantamento realizado e divulgado pelo Centro Internacional de Estudos Esportivos (CIES), entre 2014 e 2023, o Furacão lucrou 221 milhões de euros (R$ 1,1 bilhão) com a venda de futebolistas, sendo os grandes destaques deste período as negociações do volante Bruno Guimarães, para o Lyon, da França, e de Renan Lodi, para o Atlético de Madrid, da Espanha.

Na ocasião, cada um dos atletas foi negociado por 20 milhões de euros, sendo que posteriormente eles ainda renderam mais um bom dinheiro ao clube por conta de gatilhos de contrato e mecanismos da FIFA.

Enquanto isso, nesta temporada, a bolada da vez ficou por conta da negociação de Vitor Roque com o Barcelona. A transferência do promissor atacante para o time espanhol pode render aos cofres do Furacão incríveis 74 milhões de euros (R$ 394,8 milhões), nesta que é a segunda maior venda do futebol nacional, perdendo somente para a negociação de Neymar, também com o Barcelona.

Com essa postura, o Athletico-PR tem conseguido manter seus cofres sempre cheios, além de revelar jogadores e montar elencos competitivos, se consolidando como uma das principais equipes do país, sendo que no ano passado o time foi vice-campeão da Libertadores.

Dessa forma, o Furacão é mais um dos times da elite do futebol brasileiro que chama bastante a atenção dos torcedores, que por sua vez têm aproveitado a popularidade das plataformas de palpites para realizarem alguns pitacos em competições relevantes no país, a exemplo da Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro.

Esse setor de palpites cresce em conjunto com o mercado de cassinos online no país, e juntos eles se tornaram mais uma fonte de entretenimento que os brasileiros podem recorrer em suas horas de lazer. Com isso, o público pode conferir uma análise realizada por Vanessa Queiroz, editora-chefe e especialista do SitedeApostasOnline.net, sobre a plataforma Vera&John, que disponibiliza um catálogo com mais de 2 mil jogos, e que para auxiliar o usuário aproveitar toda essa diversidade, conta com uma promoção de boas-vindas que garante um saldo promocional de até R$ 1.235, para que o jogador se divirta sem precisar gastar tanto.

Gastos pontuais

Além de negociar vários jogadores por boas quantias, o Athletico-PR também tem uma política de realizar somente contratações pontuais, e nos últimos 10 anos gastou apenas R$ 37 milhões de euros (cerca de R$ 197 milhões).

Boa parte desses gastos foram registrados no ano passado, quando a equipe investiu 83,6 milhões na compra de sete futebolistas, sendo alguns deles: Vitor Roque, Cuello, Canobbio e Alex Santana.

Já o São Paulo, time que possui um faturamento superior ao do Furacão, já que embolsou 265 milhões de euros (R$ 1,4 bilhão), teve gastos em contratações bem superiores, aproximadamente 97 milhões de euros (R$ 516 milhões) – dessa forma o lucro do time paulista com transferências na última década foi de R$ 894,8 milhões.

Outro time tupiniquim que possui um bom superávit em negociações de atletas é Grêmio, que entre compras e vendas, lucrou R$ 878 milhões nos últimos 10 anos. Neste período, os jogadores que mais renderam dinheiro para o Tricolor gaúcho foram Arthur, Everton Cebolinha, Matheus Henrique e Pepê, todos eles negociados com clubes europeus.

- Publicidade -
Copiar