27 C
Juruá
segunda-feira, maio 27, 2024

Bocalom é alvo de 4 pedidos de expulsão do Progressistas por infidelidade partidária

Por Leandro Chaves, da Gazeta do Acre.

- Publicidade -

Além de ser rechaçado pelo próprio partido para disputar a reeleição no ano que vem, o prefeito de Rio Branco Tião Bocalom (Progressistas) foi alvo, neste sábado, 23, de quatro pedidos de expulsão da legenda por infidelidade partidária.

As formulações questionam o não apoio do prefeito ao governador Gladson Cameli nas eleições de 2022, quando este disputava a reeleição. Na época, Bocalom optou por fazer campanha para o então candidato Sérgio Petecão (PSD), que rompeu com o prefeito meses atrás.

Os pedidos de expulsão foram revelados pela presidente da executiva municipal da legenda, deputada federal Socorro Neri. Durante o anúncio, os delegados que participavam da votação interna para definir o pré-candidato a prefeito aplaudiram a informação.

Os quatro processos partidários contra o prefeito serão enviados ao conselho de ética da agremiação, que validará ou não os pedidos. Se aprovados, serão encaminhados à diretoria do partido para decisão final.

Alysson Bestene, adversário de Bocalom nas internas do partido, foi escolhido pré-candidato por unanimidade. Vinte e quatro membros estiveram aptos a votar.

A reportagem entrou em contato com a assessoria de Bocalom e aguarda posicionamento. Mais informações em instantes.

- Publicidade -
Copiar