31.4 C
Juruá
domingo, junho 23, 2024

Casos de hanseníase quase dobraram no Acre em menos de um ano, aponta Saúde

Por g1.

- Publicidade -

Há 41 anos, Francisco Figueira foi diagnosticado com a hanseníase e se emociona ao falar de abandono — Foto: Reprodução/Rede Amazônica

Os casos de hanseníase quase dobraram no Acre em menos de um ano, segundo dados do Núcleo de Vigilância de Doenças Transmissíveis, da Secretaria Estadual de Saúde (Sesacre).

Nesta sexta-feira (22), ações para a conscientização e diagnóstico da doença foram realizadas pelo Departamento Estadual de Vigilância em Saúde da Sesacre, em parceria com a Secretaria de Saúde de Rio Branco e o Movimento de Reintegração das Pessoas Atingidas pela Hanseníase (Morhan) no Centro da capital.

Manchas brancas, avermelhadas, acastanhadas ou amarronzadas com alteração da sensibilidade ao calor e frio, sensação de formigamento ou fisgadas, principalmente nas mãos e pés e diminuição ou ausência da sensibilidade nessas regiões, são alguns sintomas da doença.

- Publicidade -
Copiar