23.1 C
Juruá
domingo, maio 26, 2024

Com ausência “estranha” de Eduardo Ribeiro, PSD recebe Marcus Alexandre e MDB na Tenda Amarela para reafirmar aliança

Por Luciano Tavares, do Notícias da Hora.

- Publicidade -

A aliança entre PSD e MDB para a prefeitura de Rio Branco está definida. Foi o que se viu no encontro na Tenda Amarela entre membros dos dois partidos neste sábado (16).

A vaga de vice, cobiçada pelo PSD, fica para 2024, até o prazo limite estabelecido pela Lei Eleitoral. Isso porque, o MDB ainda deve conversar com outros eventuais partidos aliados até decidir sobre a composição.

Uma coisa é certa, segundo o senador Sérgio Petecão: Tião Bocalom (PP) não contará com o apoio do PSD, que hoje é vice do atual prefeito.

“Nós não apoiamos esse prefeito que está aí”, afirmou em discurso o senador.

CHAMANDOPETECA2

Marcus Alexandre e os membros do MDB que estavam no evento anteciparam que o partido vai apoiar a reeleição de Petecão ao Senado.

O emedebista aproveitou para cutucar Bocalom. Marcus disse que se não fosse o senador e o PSD, o atual prefeito não seria eleito em 2020.

“Não seria eleito, não teria chegado lá. Não estou tirando o mérito dele, não… Quero sair daqui cabo eleitoral do senador Petecão em 2026”, afirmou.

O evento contou com as presenças do presidente do PSD, senador Sérgio Petecão; do pré-candidato à prefeitura pelo MDB, Marcus Alexandre; do presidente do MDB no Acre, ex-deputado federal Flaviano Melo; e ex-deputado federal João Correia.

CHAMANDOPETECA3

Ausência de Eduardo Ribeiro

Com o nome especulado para ser vice de Marcus Alexandre, o deputado estadual Eduardo Ribeiro, presidente da executiva municipal do PSD, não compareceu ao evento. A ausência soou de forma estranha e sobrou para o senador Sérgio Petecão o pedido de desculpas.

“Eu peço aqui desculpas pela ausência do presidente da executiva municipal.
Esse evento aqui já estava marcado há mais de 30 dias”, afirmou o senador.

- Publicidade -
Copiar