23.9 C
Juruá
domingo, março 3, 2024

Corpo encontrado amarrado e com sinais de violência no Rio Acre é de jovem desaparecido

Por redação.

- Publicidade -

As buscas pelo jovem Elvisklei Farias Pereira, 24 anos, mais conhecido como “Kekey”, que estava desaparecido desde a noite da última terça-feira, 12, terminou de forma trágica na tarde desta quarta-feira, 13, depois que o corpo de um homem amordaçado, com os pés e mãos amarrados com cordas e apresentando sinais de torturas foi encontrado boiando nas águas do Rio Acre, entre os bairros Cidade Nova e Gameleira, na região do 2° Distrito de Rio Branco.

Horas depois do achado macabro, familiares do jovem que trabalhava como operador de máquina pesada (retroescavadeira), fizeram o reconhecimento formal do corpo na sede do Instituto Médico Legal (IML).

Investigação

O desaparecido de Elvisklei Farias já estava sendo investigado pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), horas depois que o trabalhador não retornou para casa, após um dia de trabalho e bem antes da família tornar público o sumiço, devido de postagem em redes sociais pedindo ajuda para descobrir seu paradeiro.

A reportagem da GAZETA recebeu informações de uma fonte da polícia e confirmada por familiares da vítima que ainda na noite de terça-feira, 12, o jovem teria feito uma chamada de celular para a mãe, perguntando se ela teria R$ 200 reais para lhe emprestar. Ao que a mãe respondeu positivamente, o filho forneceu um número de CPF para a mãe fazer a transferência.

Após a transferência somada o atraso do filho em retornar para casa, a mãe e a esposa de Elvisklei passaram a ligar para o celular dele que estava fora de área.

Temendo que algo grave tivesse acontecido com o rapaz, a família procurou a polícia para registrar a ocorrência de desaparecimento e, durante a confecção do boletim, foi narrado a situação da ligação, o pedido de dinheiro, o pix e o celular desligado.

A somatório de todos os detalhes, acendeu o alerta das autoridades que em consulta ao CPF fornecido para a transferência do pix. A polícia chegou ao nome da pessoa que recebeu o pix e imediatamente iniciou investigação.

Moto abandonada e corpo boiando

Na manhã desta quarta-feira,13, a motocicleta do jovem desaparecido foi encontrada abandonada no Beco do Banana, localizado no bairro Cidade Nova.

Horas depois, o corpo é encontrado boiando no rio Acre, na região próxima em que a moto foi encontrada e, minutos após o resgate, o corpo foi reconhecido no IML.

Os investigadores da DHPP tentam descobrir quem e por qual motivo o trabalhador foi morto de maneira tão brutal.

A Polícia já sabe que a vítima foi vista pela última vez no bairro Cidade Nova, após a saída do trabalho e, supostamente, seguia para casa, pois era o trajeto que fazia.

A polícia também tem outras informações, mas alegando não atrapalhar a investigação não repassou mais nada. Segundo informações, as expectativas são de prisões a qualquer momento de suspeitos que poderão esclarecer a motivação para o crime.

  • Fonte: A Gazeta do Acre.
- Publicidade -
Copiar
error: Alert: O conteúdo está protegido !!