23.1 C
Juruá
terça-feira, fevereiro 27, 2024

MP quer que homens que mantiveram pai e criança reféns, sejam julgados por roubo, sequestro e cárcere privado

Por Alerta Cidade.

- Publicidade -

No último dia 25 de agosto, Lucas Gomes de Lima, 24 anos, Ailton Moitozo Borges, com 33 anos, e Antônio Adrias da Costa Silva, de 20, assaltaram uma oficina mecânica na capital acreana, e durante a fuga mantiveram pai e filha, de apenas 6 anos, reféns por cerca de duas horas dentro de um carro no bairro Nova Esperança.

O Ministério Público do Acre (MPAC) quer que os acusados sejam julgados por roubo com emprego de arma de fogo e também por sequestro e cárcere privado, com o agravante por ter sido também contra uma pessoa menor de 18 anos. Ao aceitar a denúncia, o juiz dá 10 dias para que os acusados apresentem a defesa da acusação.

 

 

De acordo com a Polícia Militar (PM), o trio teria invadido uma oficina mecânica no bairro Nova Esperança, onde renderam o dono e os funcionários. Cinco pessoas ao todo, e roubando dinheiro, objetos pessoais, celulares e uma arma do estabelecimento. As vítimas que estavam na oficina disseram que eles chegaram se apresentando como policiais, e devido a isto não levantaram nenhum tipo de suspeita.

Ailton, popular “Alemão”, contou que estava sendo ameaçado de morte pelo dono da oficina, que alegava que ele seria de uma facção rival. Em depoimento, ele conta que foram até à oficina para roubar uma arma de fogo e drogas, porém, não apresentou provas.

- Publicidade -
Copiar
error: Alert: O conteúdo está protegido !!