23.1 C
Juruá
terça-feira, fevereiro 27, 2024

No Acre, homem que violentava a própria mãe deve continuar preso preventivamente, diz TJ

Por Redação O Juruá em Tempo.

- Publicidade -

André Luís dos Santos teve prisão preventiva por praticar violência doméstica contra a sua mãe de 52 anos. A Polícia esteve em várias ocasiões no bairro Chico Mendes, em Rio Branco, para intervir em relação às ações violentas do indivíduo, que estava sob efeito de substâncias psicoativas. Diante disso, a Câmara Criminal do Tribunal de Justiça negou o Habeas Corpus ao acusado.

Além das agressões, o rapaz de 26 anos quebrou vários objetos e utensílios da mãe, que já foi expulsa de casa, e, algumas vezes, precisou fugir para se proteger e proteger a filha do denunciado, de quatro anos. A mulher disse que se sente ameaçada com a presença do filho.

André Luís, além de entorpecentes, consome bebidas alcoólicas e faz o uso de medicamentos controlados.

A liberdade provisória chegou a ser concedida, com a imposição de algumas medidas, como afastamento da residência e tratamento. No entanto, a determinação judicial não foi cumprida, o que somado a outros episódios, levou à prisão preventiva.

O relator do processo determinou a manutenção da segregação cautelar. “A falta de sensibilidade para com a vida alheia, a extrema violência, sugere inaptidão do representado para o convívio social normal atualmente, e a necessidade de custódia cautelar dele como única forma de manter a ordem pública, sendo necessária cautela visando a proteção da vida e bem-estar físico e psicológico da vítima”, afirmou.

- Publicidade -
Copiar
error: Alert: O conteúdo está protegido !!