31.4 C
Juruá
domingo, junho 23, 2024

1º Fórum de Agricultura Familiar do Alto Juruá debate a segurança alimentar e nutricional por meio do PNAE

Por Redação O Juruá em Tempo.

- Publicidade -

Nesta sexta-feira, 20, os gestores, nutricionistas e técnicos de vários municípios do Vale do Juruá participaram do 1º Fórum de Agricultura Familiar do Alto Juruá, realizado no auditório da Universidade Federal do Acre, no Campus Floresta de Cruzeiro do Sul.

O fórum apresentou os resultados das ações realizadas nos municípios, visando as perspectivas da garantia de segurança alimentar e nutricional por meio do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), através do auxílio da agricultura familiar.

“O objetivo do fórum é apresentar os resultados no qual foram pactuados com alguns municípios do Vale do Juruá. Então, realizamos um diagnóstico na região, avaliamos o grau de insegurança alimentar, verificamos as potencialidades e os desafios para que as políticas públicas pudessem ser alavancadas no Estado do Acre”, informou a representante do Centro Colaborador em Alimentação e Nutrição Escolar, Vânia Thais.

De acordo com o prefeito de Marechal Thaumaturgo, Valdélio Furtado, o programa já é um sucesso, pois conta com a participação de vários agricultores que fornecem alimentos de qualidade para que a gestão possa realizar a compra, e posteriormente, serem consumidos pelos alunos da zona rural e urbana do município.

“O PNAE é uma política pública muito importante e valorizada por nós, visto que ocorre a contribuição para que os produtores possam desenvolver suas atividades produtivas de forma que essa produção chegue até nossas escolas e garanta a nutrição adequada dos nossos alunos”, informou ele.

Diante dessas informações, o promotor de Justiça do MPAC, Leonardo Honorato, enfatizou a importância desse trabalho executado pelos municípios. “As gestões estão de parabéns. Essa política pública é bastante complexa e difícil de ser implementada e os gestores foram excepcionais ao abraçar essa causa de realizar a aquisição da merenda escolar diretamente dos produtores regionais, proporcionando qualidade e uma renda extra para os agricultores”, destacou.

- Publicidade -
Copiar