28.2 C
Juruá
terça-feira, maio 28, 2024

Governo do Acre busca recursos para melhorias da Trilha Chico Mendes

Por Dilma Tavares.

- Publicidade -

O governo do Acre, por meio das secretarias de Turismo e Empreendedorismo (Setur) e de Planejamento (Seplan), busca recursos em Brasília para implementar de forma estruturada a Trilha Chico Mendes, que abrange os municípios de Xapuri e Brasileia. Reuniões com este objetivo já foram feitas no Ministério do Meio Ambiente e com parlamentares da bancada federal do Estado.

“Sabemos que, em seu trajeto, uma trilha leva desenvolvimento econômico e social. É isso que o governo do Estado busca para os municípios e moradores que vivem ao longo da Trilha Chico Mendes, com impactos positivos para o Estado”, disse o secretário Marcelo Messias para o diretor de Áreas Protegidas daquele ministério, Pedro Menezes, em reunião na segunda-feira, 16.

Secretário Marcelo Messias e técnicos da Seplan reunidos com o diretor do Ministério do Meio Ambiente, Pedro Menezes. Foto: Dilma Tavares/Seplan

A importância da iniciativa foi reforçada por  Leandro Naveca e Klinger Cruz, técnicos da Seplan lotados na Diretoria de Relações Federativas – o braço do governo em Brasília.

Essa trilha está inserida na Reserva Extrativista Chico Mendes, que é administrada pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), do Ministério do Meio Ambiente. Conforme o secretário de Turismo do Acre, o objetivo é implementar, de forma estruturada e melhorada, 94 quilômetros da trilha que, hoje,  tem em funcionamento 54 quilômetros com o turismo de base comunitária apoiado pelo Programa REM, que é coordenado pela Seplan.

“Essa trilha tem imenso potencial pelo nome emblemático e por estar na Amazônia, centro de interesse internacional”, lembrou o técnico da Seplan, Leandro Naveca.

De acordo com o diretor do Ministério do Meio Ambiente, Pedro Menezes, é necessário, no mínimo, R$ 1 milhão para implementar a trilha de forma estruturada e organizada, e o ministério está pleiteando recursos com este objetivo.

Equipe do governo busca recursos de emendas parlamentares para a Trilha Chico Mendes. Foto: Dilma Tavares/Seplan

Ele disse que a trilha “é prioridade para o ministério”, reforçando a importância estratégica dela, especialmente por estar inserida “numa das reservas extrativistas mais emblemáticas do país e na Amazônia, foco de atenção mundial e onde praticamente não há trilhas, enquanto é grande a procura”.

Outra alternativa é buscar recursos via emendas parlamentares ao do Orçamento da União, conforme lembrou o técnico Klinger Cruz. Nesta terça-feira, 17, o secretário Marcelo Messias e Klinger já buscaram o apoio para a iniciativa junto à deputada federal Socorro Neri. A reunião ocorreu com a chefe de gabinete, Sílvia Brilhante, para quem também foram entregues outros projetos na área ambiental e de empreendedorismo.

- Publicidade -
Copiar