23.1 C
Juruá
domingo, maio 26, 2024

Pesquisador da Embrapa Acre toma posse na Academia Brasileira de Ciência Agronômica

Por redação.

- Publicidade -
Pesquisador acreano na posse – Foto: Cedida

O pesquisador Eufran Ferreira do Amaral, especialista em solos, está entre os 19 profissionais empossados como membro da Academia Brasileira de Ciência Agronômica (ABCA), de acordo com a divulgação do portal da Embrapa na internet nesta segunda-feira, 10.

Realizada no último dia 9 de outubro, durante o I Congresso da entidade, na Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq/USP), em Piracicaba (SP), a solenidade contou com a presença de acadêmicos renomados da área de Agronomia. O novo titular vai ocupar a cadeira de número 23, representando a região Norte.

Acreano de Tarauacá (AC), Amaral veio para Rio Branco aos 13 anos e se graduou em Engenharia Agronômica em 1992, pela Universidade Federal do Acre (Ufac), onde também iniciou a carreira profissional, atuando como professor.

Desde 1997, é pesquisador da Embrapa Acre, na área de Agrossilvicultura e Solos, e entre 2013 e 2021 foi chefe-geral da Unidade. Sua experiência na área agronômica envolve estudos em Gênese, Morfologia e Classificação dos Solos, com ênfase em zoneamento, levantamentos pedológicos, serviços ambientais, Etnopedologia, mudanças climáticas e planejamento de uso da terra, dentre outras temáticas.

Antes de ingressar na Embrapa foi professor da Ufac (1992-1997), pesquisador da Fundação de Tecnologia do Estado do Acre (1993-1997), Secretário de Meio Ambiente do Estado (2007-2010) e diretor-presidente do Instituto de Mudanças Climáticas e Regulação de Serviços Ambientais do Acre (2011 a 2013).

A nomeação de Amaral pela ABCA representa um reconhecimento às contribuições do pesquisador às ciências agronômicas. Entre os resultados do trabalho do pesquisador, destaca-se o desenvolvimento de inovações tecnológicas que têm contribuído para a intensificação sustentável de sistemas de produção agrícola, pecuário e florestal, gestão territorial e melhoria da qualidade de vida dos povos e populações tradicionais da Amazônia.

“Além de ser uma importante conquista pessoal é um mérito extensivo a todos que contribuíram com minha trajetória profissional. Ser reconhecido pela academia é um incentivo a mais para continuar nesta jornada”, reforça.

Na mesma solenidade também foram nomeados os pesquisadores Décio Gazoni (Embrapa Soja), Ieda Mendes (Embrapa Cerrados), Francisco Aragão (Embrapa Recursos Genéticos), Adriano Venturieri (Embrapa Amazônia Oriental), Segundo Urquiaga (Embrapa Agrobiologia), Maria do Carmo Bassols Raseira (Embrapa Clima Temperado) e Ana Paula Packer (Embrapa Meio Ambiente).

Marcaram presença no evento os pesquisadores Pedro Luiz de Freira (Embrapa Solos), Mariângela Hungria (Embrapa Soja) e Judson Ferreira Valentim (Embrapa Acre), antigos membros da ABCA.

Com informações do portal da Embrapa.

- Publicidade -
Copiar