28.2 C
Juruá
terça-feira, maio 28, 2024

Povo indígena no Acre alerta sobre morte de peixes em rio: ‘estamos preocupados’

Por Leandro Chaves, da Gazeta do Acre.

- Publicidade -

O povo Ashaninka, que vive às margens do Rio Amônia, que banha o município de Marechal Thaumaturgo, no interior do Acre, tem vivido uma situação atípica. Na última sexta-feira, 28, pescadores encontraram vários peixes mortos ao longo do manancial, inclusive na aldeia.

Em uma publicação no Instagram, os Ashaninka acreditam que o aumento da temperatura da água, ocasionada pela onda de calor que atinge toda a Amazônia, pode ser a causa das mortes de um de seus principais alimentos.

“Além disso, suspeita-se que as cinzas das queimadas nos territórios vizinhos carregadas pelo vento e depositadas na água esteja alterando sua qualidade”, diz a postagem.

Outro fator provável é a diminuição no número de poços naturais, em virtude da estiagem severa. São nesses locais que alguns peixes se refugiam durante a seca até que o nível dos mananciais volte a subir.

“O rio é a principal fonte de água para consumo, gerando preocupação entre os moradores”.

Os Ashaninka informaram ainda que uma equipe técnica da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e das Políticas Indígenas (Semapi) vai avaliar a qualidade da água para apresentar informações mais precisas sobre a causa da morte.

- Publicidade -
Copiar