28.8 C
Juruá
quarta-feira, abril 24, 2024

Acre lança operação de combate a queimadas e desmatamento

Por Ila Verus.

- Publicidade -

Visando à proteção ambiental, o governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública do Acre (Sejusp), realizou na manhã desta segunda-feira, 1º, o lançamento da operação Protetor dos Biomas, no Batalhão Ambiental da Polícia Militar, em Rio Branco.

Segurança Pública lança operação de combate a queimadas e desmatamento. Foto: Foto: Dhárcules Pinheiro/Sejusp

A operação por inciativa do Ministério da Justiça e Segurança Pública é realizada durante todo o ano e tem como objetivo o enfrentamento às ocorrências de desmatamento ilegal, incêndios florestais, queimadas, processos de devastação, degradação e crimes do meio ambiente, nos seis biomas brasileiros – Amazônia, Cerrado, Pantanal, Caatinga, Mata Atlântica e Pampa.

A operação do Ministério da Justiça e Segurança Pública tem como objetivo o enfrentamento às ocorrências de desmatamento ilegal e incêndios florestais. Foto: Dhárcules Pinheiro/Sejusp

O secretário adjunto de Segurança Pública, coronel Evandro Bezerra, destaca que a pasta é o órgão que acolhe as políticas federais, e que as questões ambientais fazem parte desse processo: “Temos duas ações específicas, uma desencadeada hoje pelo Batalhão Ambiental, com operações de intervenção e de proteção, e também uma de comando e controle, que visa atuar frente às queimadas. Esperamos que essas ações sejam positivas para manter os números alcançados no ano passado, que foi uma redução significativa em nível nacional”.

Secretário adjunto de Segurança Pública, coronel Evandro Bezerra: “Ações positivas”. Foto: Dhárcules Pinheiro/Sejusp

A titular da Secretaria de Meio Ambiente (Sema), Julie Messias, explica que sua pasta coordena as ações. “Estamos com resultados significativos quanto à redução dos ilícitos ambientais. A integração do Sistema de Meio Ambiente e da Segurança Pública, a partir dos entes federais, municipais e estaduais, tem sido fundamental. É um trabalho preventivo e também combativo a todo tipo de crime ambiental e outros correlacionados”, explica.

Secretária Julie Messias: “Resultados significativos”. Foto: Dhárcules Pinheiro/Sejusp

O comandante do Batalhão Ambiental, tenente Kleisson Albuquerque, informa que a operação é uma ação integrada entre as forças para otimizar os recursos e a atividade: “Atuamos na esfera criminal, em parceria com a Polícia Militar e o Gefron [Grupo Especial em Fronteira]”.

Tenente Kleisson Albuquerque destaca a ação integrada entre os órgãos. Foto: Dhárcules Pinheiro/ Sejusp

A operação ambiental também conta com a participação dos institutos de Meio Ambiente do Acre (Imac), do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

A ação integrada de combate a ilícitos ambientais dura o ano todo. Foto: Dhárcules Pinheiro/Sejusp

As ações conjuntas resultaram, no ano passado, numa redução de 74% dos alertas de desmatamento e de 45% dos focos de queimadas.

- Publicidade -
Copiar