24.8 C
Juruá
segunda-feira, maio 27, 2024

Jovem com câncer terminal casa neste sábado: “Dia mais feliz”

Por Metrópoles

- Publicidade -
Reprodução/Instagram

Isabel Veloso, ou Zabéu, como foi carinhosamente apelidada, corre contra o tempo para conseguir realizar seus últimos sonhos. A jovem, de 17 anos, foi diagnosticada com um câncer raro e agressivo aos 15. Depois de várias tentativas frustradas de tratamento, dentre elas quimioterapias, transplante e medicações, ela decidiu que era hora de parar. Em março, Isabel comunicou em suas redes sociais que só teria mais 6 meses de vida.

Em meio ao turbilhão de emoções devido ao diagnóstico, ela encontra paz no amor. Entre seus vários sonhos, o principal deles é se casar. Atualmente, Isabel está noiva de Lucas Borbas, com quem mantém relacionamento desde agosto do ano passado.

“Ele [Lucas] sempre me deu o maior apoio em tudo. Sempre cuidou muito bem de mim. Comentamos muito sobre o futuro, mas prometemos um para o outro que vamos tentar ao máximo aproveitar e não se lamentar. É claro que às vezes a gente chora, fica com raiva, mas a gente se consola”, conta Isabel, em entrevista ao Metrópoles.

Para ajudar com os custos do casório, uma vaquinha online foi criada e, no total, R$ 40,5 mil foram arrecadados. O casamento civil do casal está marcado para este sábado (13/4) e a festa para o dia 22.

Ao Metrópoles, Isabel contou como estão os preparativos para o grande dia: “Com certeza eu acredito que vai ser o dia mais feliz da minha vida. Sei que Jesus está cuidando de tudo.”

Comoção nas redes

Despretensiosamente, Isabel passou a usar asredes sociais como forma de desabafar sobre a situação. Ela não esperava que seus relatos comoveriam milhares de pessoas, principalmente pela forma serena e madura de lidar com a morte.

No TikTok ela acumula mais de 17 milhões de curtidas. No Instagram, são 2 milhões de seguidores. Todos sensibilizados com a história da jovem.

Quando perguntada sobre o legado que quer deixar no mundo, Isabel é concisa: “Amor”

“O legado que eu quero deixar, é o amor. É sobre como amar alguém, como ser amado, e como você pode ter força mesmo quando você tem um diagnóstico de morte. Eu acho que é muito importante você sempre ter fé”, diz.

- Publicidade -
Copiar