32 C
Juruá
quarta-feira, junho 12, 2024

Maio Roxo intensifica conscientização sobre doenças inflamatórias intestinais e diagnóstico precoce

Por Redação O Juruá em Tempo.

- Publicidade -

Durante a campanha do Maio Roxo, são intensificadas as campanhas de conscientização sobre as doenças inflamatórias intestinais e o câncer colorretal. O mês é dedicado a informar a população sobre a importância da prevenção, diagnóstico precoce e tratamento adequado dessas enfermidades. A Fundação Hospital Estadual do Acre (Fundhacre), em Rio Branco, tem um papel essencial nesse esforço no estado, atendendo mais de 120 pacientes por mês na especialidade de coloproctologia, que trata problemas relacionados ao cólon, reto e ânus.

Fundhacre tem um papel essencial nesse esforço no estado, atendendo mais de 120 pacientes por mês na especialidade de coloproctologia. Foto: Gleison Luz/Fundhacre 

De acordo com Instituto Nacional de Câncer (Inca), no Brasil, o câncer colorretal é um dos tipos de câncer mais comuns, com cerca de 45.630 novos casos estimados anualmente para o triênio 2023-2025. Esse tipo de câncer afeta homens e mulheres quase igualmente, com uma incidência de aproximadamente 21,10 casos por cem mil habitantes.

O médico Dam Rodrigues Mariano, que atua há 18 anos na Fundhacre como coloproctologista, ressalta que incentivar a realização regular de consultas e exames é fundamental, pois são medidas essenciais para reduzir tanto a incidência quanto o impacto fatal dessa doença. Segundo ele, a realização da colonoscopia é indicada em caso de sintomas como sangramento nas fezes, diarreia, intestino preso e dor abdominal. Para as pessoas sem os sintomas, o ideal é fazer o exame a partir dos 45 anos.

Dam Rodrigues Mariano atua há 18 anos como médico coloproctologista na Fundhacre. Foto: Gleison Luz/Fundhacre

“É essencial que as pessoas entendam a importância de cuidar da saúde intestinal”, destaca Dam. “Realizar consultas regulares e exames de rastreamento podem ajudar a identificar precocemente quaisquer problemas e permitir intervenções eficazes, antes que se tornem mais graves”, afirma.

Na Região Norte, a taxa de incidência é menor do que a média nacional, com cerca de 7,05 casos por cem mil homens e 7,78 casos por cem mil mulheres. Embora a incidência seja menor, a necessidade de cuidados e diagnósticos precoces permanece prioritária.

A detecção precoce é um fator crucial na luta contra o câncer colorretal, aumentando significativamente as chances de um tratamento bem-sucedido. Para isso, a Fundhacre tem buscado promover a conscientização e realização de exames preventivos, como a colonoscopia, essencial para reduzir a mortalidade e melhorar na qualidade de vida dos pacientes.

- Publicidade -
Copiar