32.5 C
Juruá
quinta-feira, junho 20, 2024

Músico do Acre que gravou com Elba Ramalho e Ney Matogrosso conta como nasceu a parceria

Por Leandro Chaves, da Gazeta do Acre.

- Publicidade -

“A sensação é de estar no céu”. Assim descreve o cantor e compositor acreano Dito Bruzugú sobre as participações mais que especiais de Elba Ramalho e Ney Matogrosso em duas canções que estarão em seu mais novo projeto, o Festim, formado com o músico André Moreno, do Rio de Janeiro.

“Enxote”, gravada em parceria com Elba, e “Não Te Quero Mais”, que traz a voz transgressora de Ney, serão lançadas nas próximas semanas como singles do álbum de estreia do duo, “Bipolar”, que chega às principais plataformas de música em julho.

Nesta quarta-feira, 29, Dito e André deram um aperitivo do que vem por aí ao lançarem a romântica “Resgate”, primeira canção do trabalho, que promete um som recheado de brasilidades. Os dois artistas se conheceram por pessoas em comum e logo descobriram conexões musicais, que resultaram no projeto autoral.

Capa do single Resgate, que chegou a todas as plataformas de música na quarta, 29 – Imagem: Divulgação

Em entrevista À GAZETA, Dito, que também é membro da banda acreana Os Descordantes, conta com detalhes como se deu a parceria da dupla com Elba e Ney e a sensação de gravar com dois gigantes da música popular brasileira. Confira:

A GAZETA – Como aconteceu a parceria com Elba Ramalho para a música ‘Enxote’?

Dito Bruzugú – “Essa é uma composição do André com outros dois amigos dele. Ele me mostrou a canção e, de cara, eu falei que ela deveria estar no disco. Nosso produtor, Luã Yvys, é filho da Elba. A gente se conheceu em um sarau no Rio de Janeiro”.

“Ele curtiu pra caramba as nossas músicas e fechamos uma parceria para gravar o disco com ele na produção. E aí, durante as gravações, pensamos em convidar a Elba para participar. É um xote. Tem tudo a ver com ela. E aí ele falou: ‘cara, eu vou mostrar pra ela e, se ela curtir, vamos ver o que acontece’. Ela ouviu, gostou e gravou”.

Foto: Reprodução

Vocês encontraram a cantora durante as gravações?

“Sim! O estúdio que a gente gravou o disco fica na casa dela, então ela esteve lá com a gente. Não estava toda hora, apareceu duas ou três vezes para dar uma olhada, mas, durante as gravações, a gente sempre esbarrava com ela, que nos recebeu muito bem, foi muito carinhosa e generosa com a gente”.

E como foi com o Ney Matogrosso?

“O Ney é muito amigo do nosso empresário. A gente fez uma música que ficou a cara dele e queríamos que ele participasse. A gente sabe que o Ney é supergeneroso para participações, adora fazer parcerias com novos artistas. E o nosso empresário já tinha uma conexão com ele, já tinha feito alguns trabalhos com ele, já conhecia, e a gente arriscou fazer o convite e ele aceitou de primeira. Também foi muito generoso e legal”.

Foto: Reprodução

Também houve um encontro com o artista?

“A gente ainda não se conheceu pessoalmente, infelizmente. Eu estou no Acre esse tempo todo e ele está gravando sua cinebiografia, está com bastante agenda, então ficou difícil de a gente se encontrar. Mas fiquei muito feliz com o ‘sim’ dele para a música ‘Não Te Quero Mais’”.

E qual a sensação de gravar duas canções com essas participações de peso?

“Ficamos muito empolgados e felizes. É uma oportunidade incrível, no nosso trabalho de estreia, ter duas participações tão grandes, tão lendárias, tão gigantes. A sensação é de estar no céu ou chegar atrasado e ainda sentar na janela do avião [risos]”.

- Publicidade -
Copiar