24.8 C
Juruá
segunda-feira, maio 27, 2024

Projeto ‘Encantes para Todos’ coloca em circulação livro com histórias dos seres da floresta

Por Redação O Juruá em Tempo.

- Publicidade -

Os saberes tradicionais dos seres encantados da floresta invadem o ambiente universitário no segundo encontro do projeto “Encantes para Todos”. O escritor Antonio Alves e o artista plástico Fernando França promovem nesta terça-feira (14) uma palestra sobre o processo criativo de elaboração da obra “Encantes – Livro Um”, que mergulha nas profundezas da cultura amazônica contando a história de personagens lendários como Mãe D’água, Mapinguari e o Boto.

O encontro acontece no auditório da Associação dos Docentes da Universidade Federal do Acre (ADUFAC), às 18h, e contará com a participação do músico Alexandre Anselmo trazendo o baque dos seringais para alegrar o ambiente e algum boto que quiser aparecer para fazer festa.

Apoiado pela Fundação Garibaldi Brasil e financiado pela Lei Paulo Gustavo, o projeto “Encantes para Todos” tem como objetivo realizar a reimpressão da obra “Encantes – Livro Um”, com 350 novos exemplares disponíveis para venda e distribuição, ao mesmo tempo em que promove a valorização das raízes culturais acreanas através de encontros que mesclam literatura, arte e tradições locais. Os eventos acontecem ao longo dos meses de maio e junho, sendo divulgados através do instagram do autor (@caissame).

“Nossa ideia é valorizar e promover as matrizes da formação cultural acreana e amazônica, contando e relembrando nossas histórias com literatura e arte. É o nosso jeito de fortalecer a memória, as tradições e os conhecimentos que recebemos dos antigos, e assim buscar inspiração para seguir na luta em defesa da floresta e das nossas comunidades”, diz o escritor.

“Encantes – Livro Um” é uma obra do escritor Antonio Alves ilustrada com imagens dos quadros do artista plástico Fernando França, que conta as histórias e aventuras dos seres encantados da floresta em uma escrita poética e cheia de mistérios. Com design de Marina Bylaardt, o livro é uma obra de arte em formato de livro.

Conheça os artistas

Antonio Alves – O acreano nascido em Brasiléia construiu uma trajetória multifacetada como repórter, cronista e escritor. Sua experiência abrange a edição de revistas e jornais alternativos, a participação em coletâneas literárias e discos como poeta e letrista, além da direção de espetáculos teatrais e musicais. Passou pela arena política como secretário municipal e estadual de Cultura, após uma incursão pelo universo do marketing eleitoral nos anos 90. No entanto, sua jornada também o levou à floresta, onde se engajou em projetos de desenvolvimento sustentável junto a comunidades indígenas e seringueiros. Entre suas obras publicadas estão “Conversa Educada – reflexões sobre educação no Acre” (1995), “Artigos em Geral” (2004), “Política Zero” (2012), “Dias na Terra” (2020), “Naquele Tempo” (2022) e “Encantes” (2023).

Fernando França – Nascido em Rio Branco, Acre, em 1962, é um talentoso desenhista, pintor e mestre em literatura brasileira pela Universidade Federal do Ceará (UFC). Sua jornada artística o levou a participar de diversas exposições e mostras coletivas, inclusive em países como França e Portugal. Reconhecido por sua excelência, recebeu prêmios significativos, como o 6º Prêmio CDL de Artes Plásticas em Fortaleza, Ceará, e o 1º Prêmio em Pintura em festivais culturais universitários. Seu interesse pelas artes visuais teve início durante seus estudos em Letras na UFC, onde participou de mostras de quadrinhos no Museu de Arte da universidade.

Marina Bylaardt – Mineira radicada em Rio Branco, Marina encontrou sua paixão pelas artes ainda na infância. Graduada em Belas Artes pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Marina sempre buscou fazer tudo com suas próprias mãos, dominando habilidades que vão desde o crochê, tricô, bordado e costura até a modelagem e escultura. Determinada a expandir seus horizontes, também mergulhou no mundo virtual, aprendendo a ilustrar e diagramar, demonstrando assim sua versatilidade e dedicação ao seu ofício artístico.

  • Fonte: A Gazeta do Acre.
- Publicidade -
Copiar