32 C
Juruá
quarta-feira, junho 12, 2024

Vinte ônibus elétricos devem operar em Rio Branco até início de 2025

Por Redação O Juruá em Tempo.

- Publicidade -

O prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom, visitou o Terminal Central na manhã desta terça-feira (21) e acompanhou o desembarque de passageiros do sistema de transporte público que utilizam o ônibus elétrico da Marcopolo, que circula na capital acreana desde 6 de maio para um período de 60 dias de teste de viabilidade.

De acordo com Joelma Alves, moradora do bairro Recanto dos Buritis, o ônibus surpreendeu em dois aspectos: no conforto e no valor. “Não tem comparação com um ônibus comum, é muito mais confortável. O ar-condicionado funciona, não tem barulho e não pula ao passar nos buracos. Mas achei que custasse uns R$ 70 mil, e não R$ 3 milhões. Mesmo assim, acredito que o custo benefício ainda compensa”, afirmou.

Tião Bocalom pediu ao Governo Federal a autorização de financiamento de 20 ônibus elétricos modelo padrão e 10 articulados no novo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), e obteve aprovação no dia 8 de maio. Porém, a gestão municipal desistiu da compra dos 10 articulados para direcionar esforço financeiro e bancar a compra das bases de carregamento para as 20 unidades de ônibus elétrico padrão.

“Nós pedimos 30 ônibus e as bases de carregamento, mas o Governo Federal autorizou os ônibus e não as bases de carregamento, por isso também vamos conversar com o ministro Jader Barbalho, do Ministério das Cidades do Brasil, e explicar que vamos abrir mão dos articulados para compra das bases”, disse Bocalom.

O superintendente da Superintendência de Transporte e Trânsito de Rio Branco – RBTrans, Clendes Vilas Boas, disse que o ônibus elétrico da Marcopolo tem obtido êxito em todas as exigências e peculiaridades do transporte público da capital, e que o único problema detectado é que passageiros tem deixado de pegar os ônibus comuns para esperar o elétrico. “Não foi identificado nenhum problema, o único é que muitas vezes os passageiros tem deixado de pegar o ônibus comum para esperar o Marcopolo, mas é sinal de que a população tem aprovado o serviço”, disse.

O ônibus elétrico da Marcopolo que está em fase de testes em Rio Branco é o mesmo modelo que a Prefeitura de Rio Branco quer adquirir com o financiamento, que deve ser aprovado sem dificuldade pela Câmara Municipal, com estimativa de custos entre R$ 60 mi e R$ 70 mi. “Com a aprovação da Câmara, vamos adquirir e esperamos que estes ônibus já estejam em serviço em Rio Branco no fim de 2024 ou início de 2025”, concluiu Bocalom.

  • Fonte: AC24horas.
- Publicidade -
Copiar