32.5 C
Juruá
quinta-feira, junho 20, 2024

Aparelho de ressonância magnética do Hospital Regional do Juruá amplia a capacidade de diagnósticos em Cruzeiro do Sul

Por Redação O Juruá em Tempo.

- Publicidade -

O governo do Estado, por meio da Secretaria de Saúde do Acre (Sesacre), investiu mais de 7 milhões na aquisição de um aparelho de ressonância magnética para o município de Cruzeiro do Sul. A região do Juruá possui uma grande demanda e os pacientes, em sua maioria, se deslocam para Rio Branco para a realização desse tipo de exame. O aparelho foi inaugurado no último dia 29 de maio.

Maria José Lima, de 47 anos, aguardava, o momento oportuno para ir até Rio Branco realizar o exame de ressonância magnética. A paciente relata que ser atendida no município de domicílio proporciona tranquilidade, considerando seu quadro atual de saúde, que limita sua locomoção até a capital.

Maria foi a primeira paciente a realizar o exame de ressonância magnética no Juruá. Foto: Marcos Santos/Secom

“Possuo várias comorbidades ósseas que impossibilitam meu deslocamento a Rio Branco. Realizar este exame aqui mesmo e a custo zero é um alento. Estou imensamente grata e feliz por essa conquista. Fui a primeira pessoa a realizar o exame aqui em Cruzeiro do Sul”, disse, emocionada, a dona de casa.

O secretário de Estado de Saúde, Pedro Pascoal,  afirma que este é um dos maiores investimentos em saúde do Juruá. “Este é um esforço do governo em levar saúde humanizada às pessoas que mais necessitam. Representa um passo muito importante na saúde do Juruá,” pontuou o secretário.

Benefícios

Em média, 70 pacientes estão sendo contemplados neste primeiro momento. A ressonância magnética é considerada um dos maiores avanços do século em diagnóstico médico por imagem. Por intermédio das imagens obtidas pelo exame, é possível fazer uma análise de doenças neurológicas, ortopédicas, abdominais, cervicais e cardíacas.

Equipe técnica realiza os últimos ajustes do aparelho de ressonância magnética instalado no Hospital do Juruá. Foto: Diego Silva/Secom

Este procedimento também é indicado para diagnóstico de tumores, doenças degenerativas, coágulos e traumas. A ressonância magnética é altamente eficiente para diagnosticar esclerose múltipla, tumores no cérebro e na glândula pituitária, infecções no cérebro e nas articulações, infecções na medula espinhal, lesões nos ombros, tendinite, derrame em estágio inicial, ligamentos rompidos no pulso, joelho e tornozelo.

- Publicidade -
Copiar