32.5 C
Juruá
quinta-feira, junho 20, 2024

Curso de Mergulhadores Autônomos é concluído pelo Corpo de Bombeiros do Acre

Por Redação O Juruá em Tempo.

- Publicidade -

Habilitando oficialmente os participantes a desempenhar atividades de mergulhador, para atuação em ocorrências de busca, resgate e salvamento aquático, o Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Acre (CBMAC) promoveu a formatura de 17 militares no 7º Curso de Mergulhadores Autônomos (Cmaut 2024), nesta terça-feira, 4, na sede da corporação, em Rio Branco.

O curso de mergulhadores do Corpo de Bombeiros teve duração de 60 dias e formou 17 militares. Foto: Felipe Freire/Secom

A capacitação foi realizada de forma presencial e se estendeu por um período de 60 dias, totalizando 320 horas-aulas.

Entre os integrantes, 14 militares são do Corpo de Bombeiros do Acre, um do Corpo de Bombeiros da Bahia, um da Polícia Militar do Acre (PMAC) e um agente do Instituto Socioeducativo do Acre (ISE).

O CMaut é considerado um dos mais difíceis cursos internos da corporação, pois exige grande resistência e técnicas precisas dos alunos. Foto: Felipe Freire/Secom

O soldado João Carlos da Silva foi agraciado com medalha Mérito Intelectual Bronze Adib Domingos Jatene, pelo primeiro lugar no curso de mergulho. Em segundo lugar, o capitão Athos Mendes e, em terceiro, o soldado Thiago Ricardo Gomes.

A governadora em exercício, Mailza Assis, destacou que o governo do Estado está empenhado em entregar um serviço de qualidade para toda a população, por meio da especialização dos profissionais da segurança. 

“Nosso governo se preocupa em salvar vidas. Fico emocionada de ver esses combatentes que abdicaram de suas vidas, famílias e conforto para se preparar para cuidar do outro. Os desafios são grandes, temos muitos rios, lugares de difícil acesso, mas, com esses homens que se dedicaram, cada vida importa, seja onde for, eles estão preparados. Gratidão a vocês”, disse.

Solenidade teve entrega da medalha de Mérito Intelectual ao primeiro colocado do Curso de Mergulho. Foto: Felipe Freire/Secom

O governo do Acre investiu e fortaleceu o Corpo de Bombeiros com a entrega da torre de treinamento (estrutura utilizada para treinamento de resgate em altura e de combate a incêndios em edifícios), a aquisição de novas viaturas e computadores, a entrega do do tanque de mergulhos (com 12 metros de altura, o primeiro construído na Região Norte, utilizado em treinamentos e instruções aos militares) e a reforma do 4° Batalhão de Educação, Proteção e Combate a Incêndio Florestal (BEPCIF), em Cruzeiro do Sul.

Mailza relembrou que, quando senadora, enviou mais de R$ 4 milhões de emendas para o Corpo de Bombeiros, sendo R$ 2 milhões para construção do Complexo Poliesportivo do 5º Batalhão de Epitaciolândia, que já está em processo de licitação, e o restante para investimentos em equipamentos.

Governadora em exercício disse que é um compromisso contínuo do Estado investir e capacitar os profissionais. Foto: Felipe Freire/Secom

O coordenador do Curso de Mergulhadores Autônomos, capitão Alexandre Veras, salientou que o Acre tem inúmeros rios, lagos e açudes que apresentam características de riscos, que tornam a atividade de mergulho, “a segunda profissão mais perigosa do mundo”, segundo ele. “Lembrem-se de que vocês se colocarão em situações de risco, mas que, com certeza, cumprirão suas missões da melhor forma possível”, disse, lembrando que os formandos aprenderam técnicas complexas de resgate, bem como a lidar com situações de extrema adversidade com alta performance.

Capitão Alexandre Veras salientou que o Acre tem inúmeros rios, lagos e açudes que apresentam características que tornam a atividade de mergulho arriscada. Foto: Felipe Freire/Secom

O comandante-geral  do Corpo de Bombeiros, coronel Charles da Silva, observou que os serviços do Corpo de Bombeiros cresceram bastante, principalmente no ano de 2023, em que foram registradas 40 mil ocorrências em todo o estado.  “O que hoje está sendo comemorado por esses 17 profissionais é uma vitória para a segurança de pessoas do nosso estado. É uma atividade que oferece risco para a vida desses homens. Quando adentram rios do nosso estado, não sabem o que vão encontrar. São mergulhos às cegas e eles estão lá, prestando o melhor serviço”, destacou.

Coronel Charles Silva: “Quando adentram rios do nosso estado, não sabem o que vão encontrar; são mergulhos às cegas e eles estão lá, prestando o melhor serviço”. Foto: Felipe Freire/Secom

Charles informou que, no ano passado, foram mais de três milhões de equipamentos recuperados e entregues. “Quando recuperamos um motor de rabeta, estamos evitando que a população saia de sua residência, colocação. Devolvemos de forma segura, porque nosso propósito maior é cuidar e proteger vidas”, disse.

O governo do Acre, por meio do Corpo de Bombeiros Militar e da Secretaria de Segurança, investiu mais de R$ 1,8 milhão em equipamentos e demais despesas administrativas e logística para a capacitação. 

Autoridades da segurança pública, amigos e familiares prestigiaram os formandos. Foto: Felipe Freire/Secom

O CMaut é considerado um dos mais difíceis cursos internos da corporação, pois exige grande resistência e técnicas precisas dos alunos, que são treinados em águas profundas, para o resgate das vítimas geralmente fatais, em virtude da profundidade em que são localizadas e retiradas. Diante disso, os concludentes receberam os cumprimentos e agradecimentos de autoridades presentes, entre elas o comandante-geral da Polícia Militar, Luciano Dias, entre outras.

- Publicidade -
Copiar